Especial     13 de novembro de 2017 20:00
Sombrio

Associação faz campanha de natal


A associação de moradores do bairro Nova Brasília, em Sombrio, já está fazendo sua campanha de arrecadação de brinquedos para a festa oferecida as crianças. O terceiro Natal Solidário, que no ano passado distribuiu 195 presentes, será a última atividade da entidade em 2017, e deve ser realizado mais cedo, no início de dezembro. O presidente Sílvio Maciel Silveira explica que a intenção é aproveitar o recesso que sempre acontece entre dezembro e janeiro para reformar o telhado da sede da associação. “Vamos tentar buscar recurso pra fazer essa obra, que é bem necessária”, diz.

A associação mantém um calendário de eventos que incluem a comemoração de datas como o Dia das Mães e Dia das Crianças. Este último, realizado em outubro, mereceu uma festa que reuniu cerca de 100 meninos e meninas em uma tarde de brincadeiras e diversão. “Estamos sempre procurando motivar a comunidade a participar”, afirma Sílvio. Fora deste cronograma, mas de forma frequente, a diretoria se envolve em ações sociais para ajudar pessoas que necessitam de tratamento médico ou de cesta básica.

Quem quiser colaborar com o Natal Solidário doando um brinquedo novo, pode procurar os integrantes da diretoria da associação.

Para se mexer

O carro-chefe da associação de moradores se tornou o incentivo a prática de atividades físicas. Cerca de 60 mulheres participam das aulas de aeróbica e dança realizadas no prédio da associação. O sucesso é tanto que existe uma lista de espera para quem deseja deixar o sedentarismo de lado e começar a se mexer. Quem falta muito, perde a vaga e pode ser substituída, mas não é por isso que Márcia Pacheco Cardoso frequenta assiduamente os encontros desde que eles iniciaram, há três anos. “Me matriculei desde o início porque era muito parada, queria me tornar mais ativa”, conta Márcia, que é moradora do bairro. A ginástica aeróbica lhe deu mais disposição física e também mental. “Todo mundo precisa de um momento pra si, ali a gente ri, conversa e faz amizades”, completa.

As aulas custam R$ 20,00 mensais para os cerca de 150 membros da associação e R$ 35,00 para não membros.

Para encerrar o ano, é feito um aulão na rua, reunindo dezenas de mulheres.

 

Mapa de Editorias