27/04/2017 13:29

Jabson Muller- 27/04/2017


Vereador propõe projeto ambiental

Mais do que palavras, são necessárias ações voltadas a educação da população,
e quanto mais cedo estas ações começarem, melhor. É isso o que defende o vereador
Roni Ramos (PPS) de Balneário Gaivota, que apresentou uma indicação que reúne
as Secretarias de Administração, Educação, Obras, Agricultura e Meio Ambiente
do município. A sua ideia é desenvolver um projeto que envolva as crianças da rede pública de ensino na manutenção, cuidado e zelo das avenidas e ruas da Gaivota. Os alunos ajudariam a cuidar da vegetação (árvores, flores e outras plantas), existentes nas vias públicas. Roni explica que na educação básica do município existe
uma disciplina chamada Educação Ambiental, e as secretarias podem ajudar a desenvolver este projeto. A professora responsável por esta disciplina seria a gestora da iniciativa, em parceria com as Secretarias de Agricultura, Obras e Administração.
A prefeitura entraria com a compra de plantas, insumos e a mão de obra de um engenheiro agrônomo para orientação do plantio e cuidados com as plantas.
A questão é necessária porque muitas vezes os canteiros das rótulas, trabalhos paisagísticos e mesmo a vegetação sobre as dunas, são depredados. Os pequenos entendendo o valor de manter este patrimônio natural torna mais fácil a
sua manutenção.

Dinheiro para a Serra da Rocinha

Em reunião com o diretor geral do Dnit, Valter Casimiro, na manhã desta quarta-feira,
uma comitiva catarinense ouviu a garantia de que a obra da BR 285 – Serra da Rocinha, trecho de oito quilômetros que estava contingenciado, ou seja, estava no plano de cortes no orçamento, agora volta à tona.
O próximo passo é lançar uma nova licitação, em breve, para então traçar um plano de
trabalho e ir atrás de recursos para o término da obra. São 30,5 quilômetros, que vão do município de Timbé do Sul a São José dos Ausentes, mas de acordo com o deputado Ronaldo Benedet apenas o trecho gaúcho entrou no plano de contingenciamento.
Benedet avalia esta conquista como muito importante para o povo
catarinense, pois é uma nova alternativa para se deslocar ao estado vizinho.
Além dele, estiveram na audiência o secretário de Articulação Nacional
Acélio Casagrande, o deputado estadual Manoel Mota e o secretário de
Assuntos Legislativos do Ministério da Justiça e suplente de deputado
federal, Edinho Bez.

Rotativo em discussão

O prefeito em exercício de Sombrio, Nego Gomes, realizou em seu gabinete, uma reunião com a Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL), acompanhada também pelos vereadores Carlinhos Gomes, Daniel Palito,o presidente do legislativo, Fabiano Pinho, e do diretor de Planejamento Municipal, Ronaldo Dalpont. A CDL foi representada pelo presidente Fernando Dalla Vechia Souza, e pelo gestor executivo da entidade, José Francisco Guetener. O assunto do encontro foi o estacionamento rotativo em Sombrio.
A Câmara já discute a autorização para que seja feito o projeto de estudo para implantação do novo formato, fazendo assim com que acabe o problema sofrido atualmente por quem chega na cidade e não encontra vagas
durante o horário comercial. “Esta implantação é necessária e uma questão de tempo
reuniões como estas ajudam a definir o melhor sistema e é isso
que a prefeitura está fazendo, querendo o melhor para todos”, disse Nego.


26/04/2017 09:10

Jabson Muller- 26/04/2017


Vereadores de Ermo pedem lombadas

O secretário executivo da Agência de Desenvolvimento Regional (ADR) de Araranguá, Heriberto Afonso Schmidt, recebeu em seu gabinete na tarde desta terça-feira, uma comitiva formada pelos vereadores de Ermo, acompanhados do prefeito Aldoir Cadorin. Os vereadores, representados pelo presidente da Câmara
Roque Fabiano Bristot, solicitaram a instalação de dois redutores de velocidade na SC 285, em frente à Escola de Ensino Fundamental João Moro e próximo ao Bar do Gadelha, no Morro do Soares. “Como representantes do povo lutamos
por sua segurança nas rodovias estaduais que passam pelo município”, ressaltam os vereadores. Além disso, o prefeito solicitou autorização para a
construção de uma passarela ao lado da ponte localizada na mesma rodovia, entre o perímetro urbano e a Escola Municipal João Moro. Heriberto disse que em 30 dias irá pessoalmente a Ermo prestar um retorno oficial sobre o encaminhamento da solicitação apresentada pelas lideranças.

Nego apela a deputado ‘novo’

O deputado Mário Marcondes, do PSDB, da região de São João Batista, recebeu
um pedido inédito nesta terça-feira, em seu gabinete, ao receber visita do prefeito em
exercício de Sombrio, Nego Gomes. Irmão do advogado Mauri Nascimento, morador, empresário e com família consolidada em Sombrio, Mário recebeu ofício solicitando R$ 350 mil para pavimentação de rua do Parque Industrial, o que aumenta a capacidade de receber empresas e onde a esposa de Mauri, a empresária Simone Gomes, e sua família, construirão com a Renner, uma fábrica que deve gerar em torno de 300 novos empregos para o município. “Desde que o Mauri foi embora sempre visitamos Sombrio, tenho carinho pela cidade, meu pai se sair de São João Batista vai pra lá de tanto que gosta. Sendo assim, logo que tivermos resposta do governo
da quantia que receberemos via Fundam, colocarei esse pedido na minha demanda e mandarei sim essa verba para ajudar a cidade”, disse o deputado. “Qualquer brecha que tiver em Floripa ou em Brasília pra buscar dinheiro pra Sombrio, nós vamos  entrar. E esse parece ter sido um pedido de sucesso. Vamos aguardar e fazer todos
os trâmites corretamente para que seja garantido o recurso”, salientou Nego Gomes.

Comitiva vai em busca de verba

Em Balneário Arroio do Silva, o prefeito Juscelino Guimarães, o Mineiro, e o vice
Carlos Scarsanela, estiveram na segunda-feira em Florianópolis e participaram de algumas audiências importantes. O secretário municipal de Turismo José Alberto Silveira da Costa, o Beto, e as vereadoras Maria Alice Luciano e Greyce Copetti fizeram parte da comitiva que reforçou alguns pedidos. Em audiência com o deputado estadual José Nei Ascari, as lideranças do Arroio solicitaram recurso para a realização da Festa
do Peixe e Feira do Mel que acontece nos dias 29 de junho a 2 de julho. Outro
assunto importante em pauta foi o pedido de pavimentação de ruas no município.
Os pedidos foram protocolados pelas vereadoras. A coordenadora regional do PSD, Gisela Steiner Scaini, acompanhou a comitiva. O prefeito e o vice estiveram também
na Secretaria de Estado de Assistência Social, Trabalho e Habitação, em reunião
com o secretário Valmir Comin, e reforçaram a solicitação de recurso para a realiza-
ção do tão sonhado Centro de Convivência. Além das audiências, o grupo manteve
contato com deputados e secretários de estado. “O trabalho em busca de conquistas
para o município vai ser constante. Foi um dia muito produtivo”, enfatizou o prefeito
Mineiro.

 


24/04/2017 11:10

Jabson Muller- 24-04-2017


Prefeito Nego se reúne com vereadores

Oprefeito em exercício de Sombrio, Agenor Colares Gomes, o Nego, que é presidente da Câmara de Vereadores e substitui os licenciados Zênio Cardoso e Gislaine Cunha na chefia do executivo municipal, cumpriu na última quinta-feira uma de suas metas
nas duas semanas que fica a frente da gestão, que era a de se reunir com
vereadores e repassar informações acerca do que se tem passado em sua
gestão. Nego chamou a gerente municipal de Educação, Graziela Caetano,
para que ela explicasse a situação das escolas e creches de Sombrio, que
têm recebido vistorias do Corpo de Bombeiros, da Vigilância Sanitária e do
Ministério Público, que pedem ajustes que já estão em fase de execução.
Nego aproveitou também para pedir o comprometimento dos vereadores na gestão, ajudando a fazer um município cada vez melhor e passou, a
cada um, uma lista com os telefones dos secretários, diretores e gerentes
municipais, responsáveis por pastas na administração.
O último pedido de Nego, foi um reforço aquilo que o próprio prefeito
licenciado Zênio Cardoso já vem dizendo há algum tempo. Os vereadores
podem, e devem, buscar com seus deputados, recursos para ajudar em
todos os setores, inclusive com obras e pavimentações de ruas.
“Todos os deputados têm bastante recursos para destinar a suas bases. Nós já estamos buscando isso com os nossos e reforçamos o pedido
de que todos os vereadores façam o mesmo. Como diz o Zênio, se o
deputado for de oposição e quiser pavimentar uma rua e nem quiser que
o prefeito apareça na inauguração, é só pedir que ele não vai, mas que
mande o dinheiro, que destine verbas para ajudar. Bandeiras partidárias
foram enroladas após a eleição do dia 2 de outubro, agora a bandeira de
todos aqui é a de Sombrio”, reforçou Nego Gomes, que fica até quinta-
-feira como prefeito.

Fundado consórcio para criar o geoparque

A primeira assembleia fundadora do Consórcio Intermunicipal Caminhos
dos Cânions do Sul aconteceu na última terça-feira, na prefeitura de Praia
Grande, quando o Protocolo de Intenções assinado pelos prefeitos dos sete
municípios que compõem a área candidata do Projeto Geoparque Caminhos
dos Cânions do Sul foi convertido em Contrato:Praia Grande, Jacinto Machado, Timbé do Sul, Morro Grande, Cambará do Sul, Mampituba e Torres.
A co-coordenadora do Projeto na Agência de Desenvolvimento Regional (ADR) de Araranguá, Sung Chen Lin, destacou a importância deste ato
principalmente no que se refere à formalização da parceria dos municípios
que compõem o projeto, viabilização da gestão desse novo território, e
possibilidade de captação de recursos financeiros nas
diversas esferas. Após assinatura do contrato, houve a eleição do
Conselho Administrativo e do Conselho Fiscal, e apreciação do Estatuto, que foi aprovado por unanimidade. O Conselho de Admi- nistração terá a incumbência
inicialmente de estruturar e encaminhar a regularização do Consórcio Público, e terá a seguinte composição: Presidente: Henrique Matos Maciel, prefeito de Praia Grande; vice: Schamberlaen José Silvestre, prefeito de Cambará do Sul; Secretário: Carlos Alberto Matos de Souza,  prefeito de Torres. Já o Conselho Fiscal ficou assim composto: Valdionir Rocha, prefeito de Morro Grande; Beto Biava,
prefeito de Timbé do Sul; Dirceu Gonçalves Selau, prefeito de Mampituba.
Sung Chen Lin lembra que recentemente o Governo do Estado de Santa Catarina, por
meio da Secretaria de Estado de Turismo, sinalizou positivamente à contratação de
serviço especializado para o desenvolvimento de estratégias de geoconservação, que incluirão os geossítios inventariados pelo Serviço Geológico do Brasil (CPRM) e as demandas adicionais apresentadas pelos Municípios que participaram da oficina de coleta de informações ocorrida no mês de março em Praia Grande.

 


19/04/2017 13:24

Jabson Muller- 19/04/2017


Fim do silêncio sobre delações

Antes de participar de audiência na Secretaria do Tesouro Nacional, na tarde desta terça-feira, o governador Raimundo Colombo quebrou o silêncio e falou sobre as acusações por parte de executivos da Odebrecht, em entrevista a jornalistas de Brasilia. “Nós vamos esclarecer todos os fatos, ponto por ponto, e vamos continuar nosso trabalho com muita fé, com muita coragem, para Santa Catarina se desenvolver e continuar enfrentando a crise com sucesso e vencendo as dificuldades. É um momento difícil, de dor e sofrimento, mas a gente precisa ter força, aumentar a nossa fé, para continuar prestando serviço. Até porque a vida dos trabalhadores continua e eles precisam que a gente cumpra o nosso dever perante a gestão pública. Vamos continuar trabalhando até o último dia para realizar o melhor trabalho e com a mesma intensidade”, declarou. Colombo ressaltou que ainda não tinha acesso ao processo, portanto não conhecia as informações oficiais da acusação. Um advogado contratado pelo governador já está acompanhando os trâmites legais. Mas somente se a denúncia não for arquivada e o Superior Tribunal de Justiça (STJ) decidir abrir o inquérito para investigação, o governador poderá fazer uma defesa formal para qualquer acusação apresentada. “Se houver abertura de inquérito, não há desonra nisso. Vamos esclarecer os fatos, levar toda a contraprova e os nossos argumentos. Eu não sei como é que isso vai tramitar, mas eu estou à inteira disposição para esclarecimentos”, afirmou Colombo. O governador disse que chegou a encontrar executivos da Odebrecht, uma vez em um aeroporto em São Paulo, e outras em reuniões com empresários e representantes do governo catarinense em Florianópolis. “O Governo do Estado recebeu centenas de empresas, do Brasil e do exterior, e todas foram bem recebidas. Sempre estávamos acompanhados de mais gente do governo para tratar de assuntos que fossem importantes, e tivemos sucesso em muitos dessas reuniões. A Odebrecht era uma das maiores empresas do Brasil e o fato de recebê-la era um ato absolutamente normal e praticado pelo governo com todas as outras, inclusive do próprio setor. O mais importante de tudo é que o Governo do Estado não vendeu nenhuma ação da
Casan para a Odebrecht, não tem contrato com a Odebrecht, não realizou nenhum pagamento para eles”, garante Colombo. Em relação ao interesse da Odebrecht pela Casan, o governador voltou a afirmar que nunca houve qualquer negociação no
sentido de vender a estatal catarinense para o grupo empresarial. Quando assumiu o primeiro mandato como governador, chegou-se a criar uma lei prevendo que qualquer processo de venda da estatal deveria ocorrer obrigatoriamente por leilão na bolsa, o
que evitaria qualquer tipo de favorecimento. No entanto, diante de significativas dívidas trabalhistas e previdenciárias da Casan registradas na época, o Governo do Estado descartou a possibilidade de venda. Nos anos seguintes, com os financiamentos
obtidos para novas obras a serem realizadas pela Casan, a ideia de privatização foi completamente abandonada. Os secretários de Estado da Fazenda, Antonio Gavazzoni;
da Comunicação, João Debiasi; e da Articulação Nacional, Acélio Casagrande, acompanharam o governador em Brasília.

Começam as licitações

Nesta quinta-feira, inicia na Agência de Desenvolvimento Regional (ADR) de Araranguá a abertura das primeiras licitações visando a contratação de empresas para execução de serviços de melhorias nas escolas estaduais interditadas nos municípios de Sombrio e Balneário Gaivota. Hoje, serão abertas as propostas das empresas para readequações de equipamentos vitais/sistemas preventivos de incêndio, às 14 horas e limpeza de reservatórios e desinsetização, às 16h45min. Na próxima segunda-feira, 24, outras duas licitações serão abertas visando manutenção predial e readequações, entre elas iluminação, ventilação, sanitárias, entre outras. O secretário executivo da ADR Araranguá, Heriberto Afonso Schmidt e o técnico da Secretaria de Estado da Educação, José Hipólito da Silva, lembram que estão convergindo esforços para a liberação das escolas o mais rápido possível, respeitando os trâmites legais necessários.
Os Editais na Modalidade Carta Convite, visando a realização das adequações necessárias exigidas pelo Corpo de Bombeiros e Vigilância Sanitária, referentes às EEBs Protásio Joaquim da Cunha, Doralina Clezar da Silva, Normélio Cunha, Praia da Gaivota, Irineu Borhausen e Macário Borba, podem ser acompanhadas no Portal de Compras do Estado. Nesta quarta-feira,está sendo publicada no Diário Oficial do Estado a licitação para readequações na EEB Praia da Gaivota, para abertura no dia 28. Em breve será reaberta a licitação para a reforma e ampliação da EEB Catulo da Paixão Cearense, numa área total de 4.200 metros e valor superior a R$ 3.8 milhões.

Fundam II terá R$ 700 milhões

A proposta para a realização da segunda edição do Fundo de Apoio aos Municípios
(Fundam) foi aprovada pela equipe da Secretaria do Tesouro Nacional, em audiência com o governador Raimundo Colombo nesta terça-feira,em Brasília. Agora o Governo do Estado tratará da liberação dos valores com o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). Uma primeira audiência com a equipe do banco está prevista para esta quarta,no Rio de Janeiro.
“A secretaria de Tesouro Nacional nos autorizou a fazer o acordo com o BNDES e desenvolver o contrato. Era o que precisávamos. É uma grande notícia para Santa Catarina porque o Fundam é um programa que atinge os 295 municípios catarinenses, permitindo que a gente realize investimentos extraordinários em cada um deles”, destacou Colombo. O valor previsto para o financiamento que vai garantir a segunda edição, a ser lançada já no segundo semestre deste ano, é de R$ 700 milhões.
A primeira edição garantiu o repasse de mais de cerca de R$ 600 milhões para as prefeituras catarinenses realizarem obras que o próprio município escolheu como prioridade. Em janeiro, em reunião com o presidente Michel Temer, o governador Colombo já havia recebido o aval para promover a segunda etapa do Fundam.

 

Carregar mais

Mapa de Editorias