Rolando Christian Coelho

Rolando Christian Coelho

Rolando Christian Sant' Helena Coelho é bacharel em Comunicação Social, com especialização em Jornalismo. Também é bacharel em Psicologia e bacharel em Ciências Políticas. Tem MBA em Jornalismo Digital e em Administração e Marketing. Em 1990 fundou o Jornal Correio do Sul, assim como foi um dos fundadores da Rádio 93 FM em 2010. Atua também como produtor cultural e escritor.

7 de Fevereiro de 2018 00:50

Rolando Christian Coelho, 07/02/2018

Com João Rodrigues inelegível, ex-deputado Júlio Garcia passa a ser a opção mais viável para compor como vice do MDB.


Júlio Garcia surge como alternativa a vice

 

Supremo Tribunal Federal não acatou recurso do deputado federal João Rodrigues (PSD) e manteve a condenação do parlamentar a quatro anos e um mês de prisão, em regime semiaberto, por suposta fraude em licitação, enquanto prefeito em exercício de Pinhauzinho. O recurso tentava reverter decisão do Tribunal Regional Federal, da 4ª Região, o mesmo que condenou o ex-presidente Lula da Silva (PT).

Na prática, como foi condenado por um colegiado, e não conseguiu derrubar tal condenação, João Rodrigues está inelegível pelos próximos oitos anos, o que o tira, automaticamente, da disputa eleitoral deste ano. Como trata-se de um processo antigo, os advogados do deputado vão tentar, agora, apelar para sua prescrição, rezando para que um parecer favorável por parte do judiciário aconteça antes das convenções estaduais deste ano.

Dentro do PSD, João Rodrigues vem, ou pelo menos vinha sendo considerado uma espécie de Plano B do governador Raimundo Colombo (PSD). Plano que, aliás, já estava se transformando em A. Em não dando certo o projeto que visa condicionar a candidatura do deputado estadual Gelson Merisio (PSD) ao governo, através de uma forte coligação, Rodrigues seria o nome natural para compor como vice, pontualmente do MDB.

Com a confirmação da condenação de João Rodrigues, quem acaba tendo o nome ressaltado para uma composição com os emedebistas é o ex-deputado estadual Júlio Garcia, que tem sido uma espécie de garoto propaganda da aludida dobradinha entre MDB e PSD. Neste sentido, caso Rodrigues fique mesmo fora da disputa majoritária, e os principais líderes do PSD rumem para o MDB, Júlio fatalmente será o nome mais lembrado para compor como vice no pleito estadual deste ano.

A questão geográfica pesa bastante a favor de Júlio Garcia. É que são grandes as especulações dando conta de que o candidato do MDB ao governo estadual será o prefeito de Joinville, Udo Döhler. A dobradinha Udo/Júlio uniria o Norte e o Sul do Estado, contemplando toda a faixa litorânea, que congrega cerca de 70% dos eleitores catarinenses.

Do outro lado da moeda, há de se ressaltar que Gelson Merisio passou a ter suas forças redobradas dentro do PSD e que, agora, acabará tendo mais voz ativa no partido, visando viabilizar sua candidatura ao governo. Em que pese o poder de articulação de Júlio Garcia, vale lembrar que ele não possui mandato, e sequer é filiado ao PSD. Por ora vem atuando meramente como um articulador do processo, dizem, a pedido de Colombo.

 

Planejando

Presidente da Câmara Municipal de Sombrio, Fabiano Pinho (PSDB), já demonstra interesse em permanecer à frente do comando do legislativo por pelo menos mais um ano. Em princípio o PP, que possui quatro votos na Câmara, já hipotecou apoio para que o tucano consiga seu intento, em eleição que deverá acontecer no final deste ano. Outra hipótese ventilada da conta de que o vereador Adenir Duarte, o Janguinha (MDB), poderá ser o sucessor de Fabiano na presidência, em 2019. Já em 2020, Pinho voltaria a presidência, se credenciando a ser candidato a vice do PP no pleito daquele ano. Vale lembrar que a parceria entre Fabiano e Janguinha, aliado aos votos do PP, foi o que definiu a atual composição da Mesa Diretora da Câmara de Sombrio, e que poderá definir, do mesmo modo, as demais composições desta legislatura.

 

Posse de Moreira

Coordenador regional do MDB, Heriberto Afonso Schmidt, que também é gerente executivo da Agência de Desenvolvimento Regional, esteve reunido ontem, no final do dia, em Sombrio, com o prefeito do município, Zênio Cardoso, além dos prefeitos de Turvo, Tiago Zilli e de Jacinto Machado, João Batista Mezzari, o Gaiola, todos filiados a sigla. O objetivo da reunião foi o de traçar uma estratégia de ação, visando organizar o partido na região para prestigiar, de forma coletiva, a posse do vice-governador Eduardo Moreira (MDB) no comando do Estado, no próximo dia 16. De acordo com Heriberto, foi formalizado o compromisso, por parte dos prefeitos, de mobilizar o partido em nível regional, para que pelo menos 150 líderes da sigla do Extremo Sul estejam presentes na posse de Moreira. O prefeito de Passo de Torres, Jonas Souza, que é o quatro prefeito do MDB na região, não participou do encontro por conta de compromissos em Florianópolis, mas, por telefone, hipotecou apoio a iniciativa.

 

Boa notícia

Deputado federal Ronaldo Benedet (MDB) manteve audiência ontem, em Brasília, com o Ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, para discutir, entre outros assuntos, a crise na rizicultura catarinense. Nos últimos meses o Governo Federal vem permitindo a entrada de arroz do Uruguai no Brasil a preços abaixo do custo do produto nacional. Meirelles se comprometeu em viabilizar a aquisição de 300 mil Toneladas de arroz brasileiro, a título de composição de estoque da Conab, o que enxugaria cerca de 15% da produção catarinense e gaúcha, desafogando principalmente os pequenos produtores. Em que pese o esforço para resolver o impasse, há de se ressaltar que a crise do arroz, que é recorrente, assim como a de outros produtos agrícolas, só terá fim definitivo quando o Governo Federal se dignar a cumprir uma política agrícola para o país.

 

Compromissos

Prestes a assumir a presidência da Amesc, a Associação dos Municípios do Extremo Sul Catarinense, no próximo dia 23, prefeito de Sombrio, Zênio Cardoso (MDB), diz estar apostando suas fichas na futura gestão de Eduardo Moreira (MDB) junto ao Governo do Estado, como a “salvação da lavoura de nossa região”. Moreira deve assumir a gestão estadual no lugar do governador Raimundo Colombo (PSD) no próximo dia 16, e a expectativa de Zênio é que o novo governador olhe com melhores olhos para o Extremo Sul, que, conforme o prefeito, “está completamente abandonado”. De acordo com Zênio, Moreira já assumiu uma série de compromissos governamentais com nossa região, principalmente ligados ao setor viário. Conforme ele, isto se deu depois de uma audiência mantida entre o futuro governador e os quatro prefeitos do MDB de nossa região. A bem da verdade, Moreira não precisa ser nem muito bom, para ser melhor que Colombo em nossa região.

FRASE

“Na democracia, todos os segmentos da sociedade são contemplados através de seus representantes, o que inclui os ignorantes, os cobiçadores e aqueles que agem por má fé em suas intenções”.

Carlos Drummond de Andrade (1902/1987) – Poeta brasileiro

Charge

 

Mais de Rolando Christian Coelho

Rolando Christian Coelho

Moreira assume hoje com mil promessas para o Sul

Novo governador tem dito que irá fazer investimentos volumosos em...

Rolando Christian Coelho

Colombo e a nova saída para liberar o Fundam 2

Financiamento pelo BNDES não deu certo, mas governo conseguiu...

Rolando Christian Coelho

Prisão de João Rodrigues bagunçou cenário em...

Com provável candidato a vice do MDB fora do páreo, tudo pode...

Rolando Christian Coelho

PSDB não tira a bunda de SP

Cúpula tucana quer retomar o comando do país mas não se dispõe a...

Mapa de Editorias