Rolando Christian Coelho

Rolando Christian Coelho

Rolando Christian Sant' Helena Coelho é bacharel em Comunicação Social, com especialização em Jornalismo. Também é bacharel em Psicologia e bacharelando em Ciências Políticas. Tem MBA em Jornalismo Digital e em Administração e Marketing. Em 1990 fundou o Jornal Correio do Sul, assim como foi um dos fundadores da Rádio 93 FM em 2010. Atua também como produtor cultural e escritor.

12 de setembro de 2017 00:10

Rolando Christian Coelho, 12/09/2017

Finalmente Sombrio deverá ter um espaço público onde sua população poderá se encontrar e encontrar-se, depois de tantos anos de espera.


O destino da Rodoviária de Sombrio

 

Demorou, mas finalmente está acabando o contrato de concessão do prédio do terminal rodoviário de Sombrio, que concedeu à iniciativa privada a exploração de seus serviços e espaços comerciais por 30 anos. Em 1987, a administração municipal agiu de forma correta ao entregar a exploração comercial da rodoviária a um empresário local. Era o que tinha que ser feito, diante das circunstâncias. Hoje seria uma insanidade realizar um novo processo licitatório permitindo com que o terminal continuasse instalado bem no centro da cidade, mesmo centro que há anos carece de um espaço sócio-cultural onde os sombrienses possam se encontrar e encontrar-se.

Em princípio, o prefeito Zênio Cardoso (PMDB) pretende promover nova licitação com o objetivo de que a rodoviária seja construída pela iniciativa privada em um outro local. Zênio também vislumbra a possibilidade de que a própria prefeitura construa uma nova rodoviária, fazendo com que ela seja uma fonte de renda adicional para os cofres públicos. Ideia, aliás, bastante interessante, desde que os recursos para a obra sejam conseguidos a fundo perdido, sem o desembolso de capital por parte do executivo.

O que mais parece interessar neste momento, no entanto, é o destino do atual prédio da prefeitura. Em princípio, a ideia é fazer com que ele seja mantido em pé, mas remodelado, de modo a se integrar ao projeto de urbanismo implantado pela prefeitura, no centro da cidade, ao longo dos últimos três anos. Na prática, o que Zênio quer é um prédio mais moderno visualmente, até porque, literalmente, a rodoviária de Sombrio é muito anos 80.

Dentro desde projeto de remodelação deverão ser preservados os espaços comerciais, de modo a manter o fluxo de movimentação financeira no centro da cidade. Paralelo a isto deverão ser implantados amplos espaços de convivência, o que deverá incluir uma rua coberta. Esta poderá ficar onde hoje está o espaço destinado para a manobra e o estacionamento dos ônibus, ou ainda no calçadão da rodoviária, no lado oposto do prédio, que, num primeiro momento, parece ser um local menos adequado.

Onde ficam os guichês, há espaço para todas as especulações possíveis. Em princípio, a construção de um auditório com anfiteatro parece ser o mais conveniente, já que, vergonhosamente, Sombrio ainda não possui este espaço. Todavia, tal espaço também poderá ser reservado para novas salas comerciais, praça de alimentação, ou algo que o valha. Seria, meramente, mais do mesmo, mas, como se sabe, os interesses comerciais acabam, na maioria das vezes, sendo superiores aos sócio-culturais.

A boa notícia é que o prefeito pretende abrir o debate quanto ao destino do atual prédio da rodoviária com a comunidade. Ao fazer isto terá um leque enorme de sugestões, que poderão servir para a elaboração do projeto, seja este feito pelo próprio executivo, ou por engenheiros e arquitetos através de concurso público.

A decisão mais importante, no entanto, já foi tomada. Sombrio, finalmente, terá um espaço público para chamar de seu, sem ter que pedir benção nem se ajoelhar para quem quer que seja.

 

Cotado

Progressistas do Estado ligados ao segmento agropecuário e ao cooperativismo rural começaram a defender o nome do deputado estadual José Milton Scheffer (PP) para a composição de uma chapa majoritária ano que vem. Deputado mais votado de seu partido no pleito de 2014, Zé Milton integra, desde então, a cúpula do PP catarinense, participando ativamente das discussões que norteiam o rumo do partido em nível estadual. Ontem, por exemplo, o parlamentar participou de uma reunião com membros da executiva estadual do PSDB, buscando uma aproximação com a sigla para a eleição do ano que vem. Já na seara interna, os agro-progressistas estão focados em tentar emplacar Zé Milton, que é engenheiro agrônomo, como candidato a vice-governador de Gelson Merísio (PSD). Um esforço, por óbvio, corporativista.

 

Decepcionado

Prefeito de Passo de Torres, Jonas Souza (PMDB), se disse decepcionado com a boataria espalhada por conta dele ter rompido o convênio que a prefeitura mantinha com o Hospital Nossa Senhora de Fátima, de Praia Grande, para atendimento a seus munícipes. O rompimento se deu em paralelo a decisão de Jonas de firmar convênio com a Unidade de Pronto Atendimento de Torres (RS), para que a população local pudesse ter mais comodidade quando precisasse usar os serviços de urgência e emergência no que diz respeito à saúde pública. “Notoriamente, por pura maldade, muitos espalham notícias inverídicas, dando a entender que a população ficaria sem atendimento hospitalar. O que fizemos foi tomar medidas para que os passotorrenses tivessem um acesso mais rápido naqueles atendimentos mais emergenciais”, comenta o prefeito, ressaltando que o Pronto Atendimento de Torres fica a menos de dois quilômetros de Passo, enquanto Praia Grande fica a mais de trinta. No que diz respeito às internações, estas serão encaminhadas para Araranguá.

 

Finalmente

Como que acordando de um pesadelo, finalmente começou ontem a reforma do Colégio Catulo da Paixão Cearense, de Sombrio, cuja depreciação, e quase desmoronamento, constituem a maior prova da incompetência de um governo. Um colégio que em 2013 carecia meramente de reparos, provavelmente não superiores a R$ 500 mil, chegou ao ponto de ser interditado no ano seguinte, permanecendo nesta condição desde então. Agora a população catarinense terá que desembolsar mais de R$ 2,6 milhões para reformar e ampliar o educandário. O mais interessante de tudo é que o Governo do Estado não se cansa de anunciar déficits orçamentários. Ou seja, o custo da máquina pública está maior do que o que é arrecadado. Pelo desperdício de dinheiro público, a impressão que se tem é que é justamente o contrário.

 

Segurando

Prefeitura de Araranguá não tem efetuado o pagamento de precatórios aos credores do município. Os precatórios são aquelas dívidas já transitado em julgado, e, para as quais, o executivo não tem mais o que fazer, além de pagar o que deve. Ainda que a dívida, que é superior a R$ 35 milhões, tenha sido parcelada, a ordem do prefeito Mariano Mazzuco Neto (PP) é segurar o pagamento. A expectativa do prefeito é de que haja um entendimento entre o legislativo e o judiciário catarinense, que permita utilizar os recursos dos depósitos judiciais, feitos em todo o Estado, para que se possa pagar precatórios. A devolução destes recursos seria feita com o tempo, dando alívio as prefeituras devedoras, cujos caixas estão em bancarrota por conta da crise dos últimos três anos. De acordo com o Procurador Geral do Município, Dick Robert Daniel, “por enquanto o compasso é de espera”. Conforme ele, as chances de que os depósitos judiciais possar ser utilizados para o pagamento de dívidas já transitado em julgado são muito boas. “Está previsto na Emenda Constitucional 94. O que precisamos agora é colocar este dispositivo em prática”, argumenta.

FRASE

“Quanto mais corrupção, mais injustiça. Quanto mais injustiça, mais impunidade. Quanto mais impunidade, mais violência. Quanto mais violência, menos felicidade”.

Renée Venâncio (1969) – Ativista político mineiro

 

CHARGE

Mais de Rolando Christian Coelho

Rolando Christian Coelho

Amin não se entregará fácil em 2018

Deputado federal, que sofre resistências de seu partido para...

Rolando Christian Coelho

Lagoa tem jeito, mas caminho é outro

Novo movimento em prol da Lagoa do Sombrio erra o foco ao não levar...

Rolando Christian Coelho

Nada de PMDB e PP. Quem manda é PSD e PSDB

Mais uma vez, quem deverá dar as cartas do pleito estadual serão...

Rolando Christian Coelho

Zé Milton manda recado para Amin

Deputado disse que PP não pode se empolgar com pesquisas que apontam...

Mapa de Editorias