Rolando Christian Coelho

Rolando Christian Coelho

Rolando Christian Sant' Helena Coelho é bacharel em Comunicação Social, com especialização em Jornalismo. Também é bacharel em Psicologia e bacharel em Ciências Políticas. Tem MBA em Jornalismo Digital e em Administração e Marketing. Em 1990 fundou o Jornal Correio do Sul, assim como foi um dos fundadores da Rádio 93 FM em 2010. Atua também como produtor cultural e escritor.

22 de maio de 2018 06:35

Rolando Christian Coelho, 22/05/2018

Prefeitos, vices e vereadores da região têm quem conviver com uma divisão interna que coloca de um lado Júlio Garcia e do outro Gelson Merisio.


Líderes do PSD estão, de novo, entre a cruz e a espada  /  /
 
 
Prefeitos, vice-prefeitos, vereadores e lideranças de expressão do PSD de nossa região têm sido convidados, agora oficialmente, a prestigiar o ato de filiação de uma centena de pessoas ao partido, em Criciúma, no próximo sábado. No mesmo dia acontece o lançamento da pré-candidatura do deputado estadual Gelson Merisio (PSD) ao Governo do Estado, em Chapecó.
Em que pese a relevância das filiações a serem realizadas em Criciúma, notoriamente o ato poderia ser transferido sem maiores consequências. Não o será por conta do atrito interno que coloca de um lado o ex-deputado estadual Júlio Garcia (PSD) e do outro Gelson Merisio. A situação é bastante parecida com a que foi vivenciada em 2002, quando o PFL, que deu origem ao PSD, estava com o PP, mas de casamento marcado com o PMDB, deixando a todos, internamente, atordoados.
Os líderes políticos com mandatos eletivos estão em uma saia para lá de justa. Pelo menos em nossa região, a grande maioria apóia Merisio. No entanto, também têm preferência pela candidatura de Júlio Garcia à Assembleia Legislativa.
Na prática, Júlio Garcia continua apostando suas fichas em uma aliança com o MDB de Eduardo Moreira (MDB). A bem da verdade, não faz nenhuma questão de esconder isto, na medida em que boicota Merisio e sublinha o nome de Moreira como sendo o maior líder político de Estado na atualidade, o que, em parte, chega a ser um exagero.
Os líderes pessedistas com quem tenho conversado não escondem o constrangimento. A grande maioria prefere uma aliança com o PP, como defende Gelson Merisio. Por outro lado, ninguém quer bater de frente com Júlio Garcia, prevendo que ele tem tudo para chegar novamente ao parlamento catarinense, ocupando até mesmo a presidência da Casa, o que lhe renderia muita influência em qualquer governo.
Diante dos fatos, o negócio é dar tempo ao tempo, esperando com que as coisas se acomodem, e torcendo para que caia um temporal no sábado, o que justificaria a não ida a Chapecó.
 
 
Notas
 
Coordenador Regional do PDT, Airton de Oliveira, o Barão, estima que deputado estadual Rodrigo Minotto (PSD) passará dos quatro mil votos no Extremo Sul no pleito eleitoral deste ano. Em 2014 Minotto conquistou a simpatia de 2.700 eleitores de nossa região. A estimativa representa um aumento de quase 50%, que é justificada, de acordo com o Coordenador, “pela grande quantidade de lideranças que estão apoiando Minitto neste ano”.
 
 
Prefeito de Meleiro, Eder Matos (PSB), fez uma avaliação mais do que positiva da V Agrimeleiro, que aconteceu entre os dias 17 e 20 de maio, contemplando também a V Feira do Agronegócio e a XVI Festa do Colono. Apesar do mau tempo, Eder disse que “o evento foi uma mostra do poder de organização da comunidade meleirense, que em poucos meses ajudou a construir uma das maiores festividades que o município já teve”. Eder, no entanto, lastimou a falta de apoio financeiro recebido tanto do governo estadual quanto federal.
 
 
Ex-vereador meleirense Natival José Recchia, que era filiado ao PP, assinou ficha no PSDB, a convite do vice-prefeito Rogildo Bordignon (PSDB). O ato de filiação foi abonado pela deputada federal Geovânia de Sá (PSDB), pelo suplente de deputado Dóia Guglielmi (PSDB) e pelo ex-prefeito de Blumenau, e pré-candidato ao Senado Federal, Napoleão Bernardes (PSDB). Também egresso do PP de Meleiro, quem se filiou ao PSDB foi Vanderlei Duarte, o Quiçaça.
 
 
Deputado Federal Ronaldo Benedet (MDB) vem fechando, um a um, o apoio dos prefeitos de seu partido, em todo o Sul do Estado, para seu projeto de reeleição. Sem mandato na atualidade, o ex-deputado federal Edinho Bez (MDB), que é o primeiro suplente de sua coligação, terá que pensar muito bem antes de propor uma nova candidatura à Câmara Federal. Edinho, em sendo candidato, corre o sério risco de amargar um dissabor bem maior do que o de 2014, quanto lhe faltaram pouco mais de dois mil votos para se reeleger.
 
Charge

Mais de Rolando Christian Coelho

Rolando Christian Coelho

Scaini tem até hoje à tarde para registrar...

PSD não registrou candidatura do ex-prefeito de Balneário Arroio do...

Rolando Christian Coelho

MDB terá que ir para o tudo ou nada no primeiro...

Em havendo segundo turno em Santa Catarina, partido terá muita...

Rolando Christian Coelho

Campanha pode começar de forma oficial amanhã

Registros de candidaturas precisam ser oficializadas até esta...

Rolando Christian Coelho

Leodegar deverá concorrer a federal no lugar de...

Ex-deputado federal sulista diz que suas chances de concorrer à...

Mapa de Editorias