Rolando Christian Coelho

Rolando Christian Coelho

Rolando Christian Sant' Helena Coelho é bacharel em Comunicação Social, com especialização em Jornalismo. Também é bacharel em Psicologia e bacharel em Ciências Políticas. Tem MBA em Jornalismo Digital e em Administração e Marketing. Em 1990 fundou o Jornal Correio do Sul, assim como foi um dos fundadores da Rádio 93 FM em 2010. Atua também como produtor cultural e escritor.

22 de maio de 2018 06:35

Rolando Christian Coelho, 22/05/2018

Prefeitos, vices e vereadores da região têm quem conviver com uma divisão interna que coloca de um lado Júlio Garcia e do outro Gelson Merisio.


Líderes do PSD estão, de novo, entre a cruz e a espada  /  /
 
 
Prefeitos, vice-prefeitos, vereadores e lideranças de expressão do PSD de nossa região têm sido convidados, agora oficialmente, a prestigiar o ato de filiação de uma centena de pessoas ao partido, em Criciúma, no próximo sábado. No mesmo dia acontece o lançamento da pré-candidatura do deputado estadual Gelson Merisio (PSD) ao Governo do Estado, em Chapecó.
Em que pese a relevância das filiações a serem realizadas em Criciúma, notoriamente o ato poderia ser transferido sem maiores consequências. Não o será por conta do atrito interno que coloca de um lado o ex-deputado estadual Júlio Garcia (PSD) e do outro Gelson Merisio. A situação é bastante parecida com a que foi vivenciada em 2002, quando o PFL, que deu origem ao PSD, estava com o PP, mas de casamento marcado com o PMDB, deixando a todos, internamente, atordoados.
Os líderes políticos com mandatos eletivos estão em uma saia para lá de justa. Pelo menos em nossa região, a grande maioria apóia Merisio. No entanto, também têm preferência pela candidatura de Júlio Garcia à Assembleia Legislativa.
Na prática, Júlio Garcia continua apostando suas fichas em uma aliança com o MDB de Eduardo Moreira (MDB). A bem da verdade, não faz nenhuma questão de esconder isto, na medida em que boicota Merisio e sublinha o nome de Moreira como sendo o maior líder político de Estado na atualidade, o que, em parte, chega a ser um exagero.
Os líderes pessedistas com quem tenho conversado não escondem o constrangimento. A grande maioria prefere uma aliança com o PP, como defende Gelson Merisio. Por outro lado, ninguém quer bater de frente com Júlio Garcia, prevendo que ele tem tudo para chegar novamente ao parlamento catarinense, ocupando até mesmo a presidência da Casa, o que lhe renderia muita influência em qualquer governo.
Diante dos fatos, o negócio é dar tempo ao tempo, esperando com que as coisas se acomodem, e torcendo para que caia um temporal no sábado, o que justificaria a não ida a Chapecó.
 
 
Notas
 
Coordenador Regional do PDT, Airton de Oliveira, o Barão, estima que deputado estadual Rodrigo Minotto (PSD) passará dos quatro mil votos no Extremo Sul no pleito eleitoral deste ano. Em 2014 Minotto conquistou a simpatia de 2.700 eleitores de nossa região. A estimativa representa um aumento de quase 50%, que é justificada, de acordo com o Coordenador, “pela grande quantidade de lideranças que estão apoiando Minitto neste ano”.
 
 
Prefeito de Meleiro, Eder Matos (PSB), fez uma avaliação mais do que positiva da V Agrimeleiro, que aconteceu entre os dias 17 e 20 de maio, contemplando também a V Feira do Agronegócio e a XVI Festa do Colono. Apesar do mau tempo, Eder disse que “o evento foi uma mostra do poder de organização da comunidade meleirense, que em poucos meses ajudou a construir uma das maiores festividades que o município já teve”. Eder, no entanto, lastimou a falta de apoio financeiro recebido tanto do governo estadual quanto federal.
 
 
Ex-vereador meleirense Natival José Recchia, que era filiado ao PP, assinou ficha no PSDB, a convite do vice-prefeito Rogildo Bordignon (PSDB). O ato de filiação foi abonado pela deputada federal Geovânia de Sá (PSDB), pelo suplente de deputado Dóia Guglielmi (PSDB) e pelo ex-prefeito de Blumenau, e pré-candidato ao Senado Federal, Napoleão Bernardes (PSDB). Também egresso do PP de Meleiro, quem se filiou ao PSDB foi Vanderlei Duarte, o Quiçaça.
 
 
Deputado Federal Ronaldo Benedet (MDB) vem fechando, um a um, o apoio dos prefeitos de seu partido, em todo o Sul do Estado, para seu projeto de reeleição. Sem mandato na atualidade, o ex-deputado federal Edinho Bez (MDB), que é o primeiro suplente de sua coligação, terá que pensar muito bem antes de propor uma nova candidatura à Câmara Federal. Edinho, em sendo candidato, corre o sério risco de amargar um dissabor bem maior do que o de 2014, quanto lhe faltaram pouco mais de dois mil votos para se reeleger.
 
Charge

Mais de Rolando Christian Coelho

Rolando Christian Coelho

Nossa região já tem onze pré-candidatos a...

Deste total, nove postulam a Assembleia Legislativa e outros dois a...

Rolando Christian Coelho

Paulo Afonso anuncia intenção de concorrer ao...

Em princípio, quadro é favorável ao projeto do ex-governador, que...

Rolando Christian Coelho

Moreira não concorrerá e decepciona o MDB do Sul

Governador abriu mão de disputar à reeleição e irá apoiar o...

Rolando Christian Coelho

Amin pressiona PP e quer prévias para decidir...

Ex-governador quer que seu partido realize convenção estadual no...

Mapa de Editorias