Saúde     10 de fevereiro de 2018 06:00
Autor: site Areah
Mundo

Como emagrecer comendo besteira


Dieta da proteína, do glúten, da sopa, da batata doce e todas as outras que viram moda podem até funcionar, mas não mais do que um ou dois meses. Especialistas garantem que regimes severos não funcionam a longo prazo, o que quer dizer que as pessoas tendem a voltar a engordar por conta da rigidez alimentar. A verdade, amigo, é que para emagrecer, as pessoas precisam adotar bons hábitos e aprender a comer de forma saudável, uma vez que 30% do resultado depende do treino e 70% do resultado da dieta alimentar.
“Buscar emagrecer sem fazer uma atividade física é um desafio improdutivo. É possível, mas não agrega muita saúde na sua vida. Há pessoas que praticam exercícios, estão um pouco acima do peso e são muito mais saudáveis do que outras que parecem mais magras, mas que são sedentárias”, afirma Diego Paladini, criador do Canal do Youtube Saúde na Rotina, que leva informação ao público (de um jeito bem descontraído) sobre exercícios e alimentação. “É importante também entender que não existe o “melhor exercício”. Todos os exercícios (assim como todas as comidas) têm pontos fortes e fracos. Pra ter resultado, seja de emagrecimento, seja de ganho de massa muscular ou até de manutenção do peso, o fundamental é a regularidade da prática”, completa.
Um estudo feito recentemente pela Biblioteca Nacional de Medicina dos Estados Unidos revelou que é o consumo de energia, e não a composição de nutrientes, que determina a perda de peso em resposta à dietas de baixa energia em um período de tempo curto. Ou seja: não importa bem o que você come desde que não consuma mais colorias do que o seu corpo gasta diariamente.
De acordo com Paladini, o estudo é válido, mas nem por isso é pra você sair agora para a loja de doces mais próxima. “Dá pra emagrecer comendo seu chocolatinho todo dia. O grande lance é saber controlar a quantidade. Emagrecer vai ser mais difícil comendo coisas cheias de açúcar ou gordura, mas se a sua alimentação for equilibrada, ela permite essas escapadas. Principalmente, se você for uma pessoa ativa fisicamente”, diz o especialista. Ainda segundo ele, tentar emagrecer sem fazer exercício é uma tarefa mais difícil e pouco inteligente, já que exercício físico regular tem várias vantagens além do controle do peso, como melhora na circulação e do fôlego, por exemplo.
Para uma pessoa comum, a dieta deve ter aproximadamente 50% a 60% de carboidratos, 20 a 30% de gorduras e 10 a 20% de proteínas. Mas é importante lembrar que esses números podem mudar de acordo com as atividades que você pratica.
Alguns hábitos ajudam ainda quem quer “emagrecer comendo besteira”. Comer de três em três horas, mastigar lentamente, não exagerar na comida e evitar líquidos durante as refeições, por exemplo, ajudam. No entanto, se você não possui esses costumes, é bom não tentar inseri-los na rotina repentinamente. “Acredito muito em mudanças graduais. Passos de formiguinha e constantes costumam dar muito mais certo do que radicalizar e trocar os hábitos de uma vez. Se você bebe muito líquido durante as refeições, por exemplo, experimente beber um gole a menos. Aos poucos, se desafie a ver quanto do prato você consegue comer antes de tomar o primeiro gole. Aos poucos vai melhorando seus hábitos”, aconselha o profissional.
Entre os desafios pessoais, que o Diego citou acima, por exemplo, existe o famoso “se eu perder x quilos, vou comemorar comendo um docinho gostoso”. Embora essa prática não seja muito aconselhada por especialistas, de acordo com o youtuber, se permitir comer algo que gosta às vezes (quando se tem uma dieta rígida) não fará mal. Só não pode exagerar.
“Eu, por exemplo, me permito comer besteiras em ocasiões especiais, uma vez que aniversários, churrascos, almoços de comemoração entre amigos e família não acontecem com frequência. Não sou de levar marmita pra esses lugares. Acho que pode causar um impacto social bem maior do que você ir já bem alimentado e se contentar em comer suas besteiras em pouca quantidade”, diz Diego.
Por fim, ele lembra que, apesar de ser possível emagrecer comendo besteira, desde que seja numa quantidade pequena, e dando prioridade para alimentos mais completos em todas as refeições, é nossa obrigação colocar pra dentro do corpo nutrientes que a gente precisa pra sobreviver. “Quanto mais variada for a nossa alimentação, quanto mais cores ela tiver, maior é a chance de estarmos ingerindo todas as vitaminas e minerais que precisamos para manter nosso corpo saudável e sentirmos menos fome desse tipo de coisa”, finaliza o profissional.

Mapa de Editorias