Especial     27 de fevereiro de 2018 14:00
Autor: Aline Bauer
Santa Rosa do Sul

Cuidar de Quem Cuida: Projeto motiva funcionários da Saúde


Quando a gente vai a um posto de saúde e não consegue uma consulta, sempre se irrita com quem está na nossa frente, seja ela recepcionista, enfermeira, médico. Parece que só quem tem problema naquele momento é a gente. Mas não é bem assim. Quem trabalha na Saúde também tem seus percalços e se sente desanimado no decorrer do tempo.

Observando esse comportamento abatido dos colegas, a enfermeira Janaini Cândido Silveira e a psicóloga Bruna Fraga Tristão decidiram que era hora de balançar um pouco as coisas e criaram um projeto revolucionário, o Cuidar de Quem Cuida.

O primeiro evento fruto da iniciativa foi uma confraternização no Natal de 2017, e os resultados foram imediatos. A mudança no comportamento da equipe, que voltou a ter brilho nos olhos, acabou incentivando a realização de mais um evento, o Carnasaúde, uma festa divertida e orientadora, que aconteceu na última sexta-feira. “Preparamos dinâmicas, momentos que refletem sobre trabalho em equipe. No Carnasaúde nós trabalhamos com a vivência de como é a rotina em uma escola de samba. O desenvolvimento da harmonia, da música… Se cada um cantar de um jeito, não vai dar certo. No final tem escolha da melhor fantasia, tudo para fechar com a importância de se trabalhar em equipe”, explica a psicóloga. Tem programação o ano inteiro, e o Cras(Centro de Referência de Assistência Social) e o Peti (Programa de Erradicação do Trabalho Infantil) também entram no projeto. Segundo Bruna, depois da confraternização de Natal, a própria equipe começou a socializar mais. “Cada um quer socializar mais com o outro. Todos se integram. A questão da integração, das pessoas trocando ideias, conversando para atender melhor aos pacientes foi o que notamos primeiro. Um funcionário motivado, atende melhor”, completa. Janaini, a enfermeira que percebeu o desânimo de quem trabalhava com ela, conta que a ideia do Cuidar de Quem Cuida não vem de agora.

“Esse projeto eu já tinha pensado já há muito tempo, mas só agora eu arranjei parceiros para tirar isso do papel. Já está dando certo. Acho que valorização é a palavra de ordem, assim, é o que nós sentimos mais.

A gente precisa estar bem, para atender bem quem procura o posto”, reforça. Membro da diretoria na secretaria de Saúde, Jean Carlos Paulo Kunz, também elogia o projeto e seus resultados, que podem ser vistos na diferença com que os funcionários da secretaria se sentem. “Quando o projeto foi apresentado, percebemos o quanto isso fazia falta e o aceitamos prontamente. Trabalhamos sobrecarregados, e o profissional acaba se desmotivando. O projeto vem somar, e para esse ano temos várias atividades, com palestras com coach, integrando saúde e bem estar, lidando com a mente também”, declara.

Maria Conceição Emerim, secretária de Saúde do município, também ressalta a relevância de se valorizar quem busca, quase sempre, atender as pessoas da melhor forma, mesmo que não estejam se sentindo bem naquele determinado dia. “Queremos que as pessoas participem mais, e o projeto trabalha isso e outras coisas, como autoestimas, união… Quem trabalha na saúde se desgasta muito, e também fica doente. É preciso reconhecer as pessoas pelo que elas fazem. Nós também trabalhamos doentes, com problemas, temos vida particular e somos um ser humano. É preciso ter mais autoestima, mais alegria, mais vontade, mais tudo”, diz.

FOTOS: Prefeiturasul

 

Mapa de Editorias