Geral     20 de Abril de 2017 19:58
Região

DNIT monitora o atropelamento de animais na BR-285/RS/SC


Com o objetivo de inventariar os dados de atropelamento de animais nas obras de implantação e pavimentação da BR-285/RS/SC, entre São José dos Ausentes e Timbé do Sul, bem como propor mecanismos que reduzam esta ocorrência, o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) executa o Programa de Controle de Atropelamentos da Fauna. De outubro de 2016 a fevereiro de 2017, a equipe da Gestora Ambiental (STE S.A.) realizou cinco campanhas de monitoramento no segmento catarinense onde está inserido o Lote 2 do empreendimento.

Para cada amostragem foram aplicadas duas metodologias: o monitoramento veicular durante sete dias consecutivos por mês, a uma velocidade de 30km/h; e o caminhamento de trechos selecionados no primeiro dia de campanha, cujo objetivo é corrigir a eficiência na detecção de carcaças encontradas na rodovia. Durante o período a equipe identificou dez indivíduos pertencentes a seis espécies diferentes, sendo seis anfíbios, duas aves, um mamífero e um réptil. Cada encontro é registrado por meio de fotografia, georreferenciamento e anotações em planilha.

Ainda que exista a presença de atividades humanas, vale destacar que boa parte do empreendimento está inserida em área preservada do bioma Mata Atlântica, uma das regiões do mundo mais ricas em biodiversidade. O licenciamento ambiental da obra, conduzido pelo Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (IBAMA), exige a adoção de medidas capazes de minimizar os impactos decorrentes da construção, incluindo a fragmentação de habitat e o chamado efeito barreira, o qual é provocado pela instalação de estruturas que impedem ou dificultam a mobilidade dos animais. Conforme o coordenador do Programa, Guillermo Dávila, no Lote 2 estão previstas três passagens de fauna do tipo galeria e duas passagens secas nas pontes sobre os rios Rocinha e Serra Velha. Em virtude da interdição total da Serra da Rocinha durante as obras, o monitoramento foi suspenso pelo IBAMA. “Como o trecho em obras está interrompido ao tráfego, qualquer amostra obtida não é representativa”, explica Dávila.

 

Relacionados

Geral

SC 449: revitalização deve ser concluída no...

Trecho entre Araranguá e Meleiro está em obras

Geral

Mineiro está em Brasília em busca de recursos...

Prefeito e secretários estão visitando os gabinetes dos deputados e...

Geral

Vigilância Sanitária de realiza ação de...

Vigilância Sanitária de Jacinto Machado realizou uma ação...

Geral

"A confiança que vem antes do cargo"

Funcionários da Prefeitura de Jacinto Machado participaram de...

Mapa de Editorias