Agricultura

04/12/2017 18:00

Tarde de Campo reúne consultores da Cooperja


Por mais inusitado que possa parecer, os consultores externos, internos e balconistas da Cooperja, foram convidados a participar de uma Tarde de Campo sobre pastagem em uma fazenda à beira mar. A atividade aconteceu na Fazenda São Carlos, de propriedade do cliente Paulo Roberto Vellinho Ely, em Balneário Arroio do Silva. Cerca de 30 pessoas estiveram presentes na tarde da última quinta-feira. O evento foi organizado pelo departamento técnico da Cooperja, em conjunto com a Fecoagro e empresa Dow AgroSciences.

O terreno que parece não ser propício para a cultura de pastagens, pois existe a presença acentuada de sal, atingiu uma qualidade extrema e hoje é case de sucesso entre os produtores rurais. “Foi uma tarde excelente, onde todos perceberam na prática que com uso de sementes adequadas, manejo correto da pastagem e tecnologias empregadas de forma eficiente é possível altas produtividades. O objetivo principal é treinar a equipe para repassar aos clientes e associados a informação mais precisa possível, para que estes alcancem resultados positivos em suas plantações”, destaca a coordenadora do evento, Taíse Paganini.

Durante a tarde o gerente da fazenda e veterinário, Adriano, apresentou o histórico da propriedade e a atual produtividade. Foi possível aprender com as dificuldades e acertos dos administradores, o que a Cooperja agradece imensamente. As conversas seguiram pela linha técnica, sobre variedades, manejo, sistema de irrigação e animais de alto nível.


01/12/2017 22:01

Balanço de secretaria é positivo


O Departamento de Agricultura de Maracajá já fez quatro vezes mais atendimentos neste ano, em comparação aos serviços prestados em 2016. O balanço do setor mostra que até novembro foram realizados 278 serviços de máquinas agrícolas para 184 famílias. Em 2016, foram 67 atendimentos para 59 famílias. As informações foram apuradas pelo diretor do setor, Fabrício Estevam, que está concluindo o primeiro mês à frente da pasta.

Máquinas agrícolas como retroescavadeira, escavadeira hidráulica e tratores, entre outras, são as mais requisitadas pelos produtores rurais de Maracajá e os serviços prestados são previstos em lei municipal, que exige pagamento de valores subsidiados. No ano passado a contabilidade da administração municipal de Maracajá registrou o recebimento de R$ 6.037,00 de pagamentos feitos para prestação destes serviços e até novembro deste ano o montante chega a R$ 42.303,00.

A partir da próxima semana os agricultores poderão contar com os serviços de novos equipamentos. Com intervenção do deputado estadual Dóia Guglielmi, a administração municipal recebeu nesta quinta-feira, da Secretaria de Estado da Agricultura, uma ensiladeira com capacidade diária para processar até 40 toneladas de milho e uma carreta agrícola capaz de transportar seis toneladas. Os equipamentos chegam a tempo de atender a demanda da safra de milho que está por começar, segundo Fabrício.


29/11/2017 20:00

Epagri avalia atividades em 2017


A comunidade de Sanga da Toca, em Araranguá, sediou uma reunião na segunda-feira, com as lideranças do meio rural de Araranguá, promovida pela Epagri, em conjunto com a Uneagro e Prefeitura Municipal de Araranguá, para avaliação das atividades desenvolvidas pela Epagri em 2017.

Os extensionistas do escritório local, engenheiro agrônomo Homero Rock Bosh Júnior e extensionista social Marinesa Freitas, relataram as ações e políticas públicas desenvolvidas pela empresa, destacando o trabalho técnico com a cultura da mandioca, maracujá, olerícolas e bovinocultura de leite, assim como os desafios e tendências da agricultura para as próximas safras. Eles também falaram sobre o aporte de recursos governamentais através do programa Terra Boa (calcário, sementes de milho e kit forrageiras).

De acordo com o agrônomo Homero, para 2018 a prioridade das ações da Epagri serão fruticultura e olericultura e algumas ações na área de pecuária de leite e corte. O planejamento das atividades foi realizado baseado em uma consulta à população que aconteceu no mês de outubro.

A Uneagro (Cooperativa dos Engenheiros Agrônomos e de Profissionais em Desenvolvimento Rural e Ambiental) também relatou o trabalho desenvolvido durante o ano no município.

Na oportunidade, as lideranças demonstraram as preocupações com a agricultura do município, resgataram histórias e dinâmicas passadas para refletir sobre o atual momento e as estratégias para obter o sucesso nas atividades que desenvolvem.


28/11/2017 08:01

Começa preparativos para CDC 2018


Nos dias 7 e 8 de fevereiro de 2018 acontece o 14º CDC – Campo Demonstrativo Cooperja. Além de ser o maior evento da Cooperativa, é também o maior Dia de Campo do sul de Santa Catarina. No evento, circulam mais de 2000 agricultores, que buscam aprender mais, conhecer novas tecnologias e práticas de manejo, para obter maior produtividade e também aumentar a rentabilidade da sua lavoura.

Com o objetivo de tornar o evento maior e melhor, várias novidades estão previstas para esta edição, como: início da colheita do arroz da Cooperja;, 37 cultivares/ híbridos de arroz diferentes; exposição de animais em maior espaço e com nova forma de apresentação; soja plantada dentro de quadra de arroz; apresentação da nova cultivar de arroz Primoriso CL; parcelas de maracujá doce; parcelas de banana caturra em formação; área de integração lavoura/pecuária/floresta, entre outras.

Além disso, nesta edição, será realizado um circuito único e interativo de visitação. Ou seja, um caminho para o público visitar as parcelas de culturas agrícolas, de todas as empresas e atrações, dando visibilidade a todas as atividades que serão realizadas no Campo.

Segundo o coordenador do evento, o eng. agrônomo Célito Mezzari, outro grande diferencial está previsto. “Que queremos estimular a realização de práticas (ex: lavouras lado a lado, colheitas, visualização de raízes, degustações, simulações de produtividade, etc), pois são situações que o produtor fica atento, entende melhor a importância do que está sendo apresentado, e implementa o que aprendeu na sua lavoura”, destaca.

 

Programação:

08h – Abertura do Parque; início das visitas às estações pelo circuito; visitação livre à exposição de máquinas e equipamentos; exposição de animais.

08h às 11h – Formação de roteiros de visitação na cultura de interesse: Arroz, Fruticultura/Horticultura, milho/soja, pastagens/animais.

10h30 – Abertura do Pavilhão com 3ª Feira da Agricultura Familiar; estandes de diversas empresas; alimentação. Palestra técnica1 no auditório das bananeiras.

11h30 – Abertura Oficial do evento (dia 07)

12h30 – Almoço

13h30 – Visitação livre às estações e exposições de máquinas. Palestra técnica.

14h – Palestra técnica 2 no auditório das bananeiras. Dinâmicas e demonstrações.

15h – Apresentação de novas tecnologias – Epagri e início da Colheita do Arroz Cooperja. (dia 07). Apresentação e colheita da nova cultivar Primoriso CL (dia 08). Palestra técnica 3 no auditório das bananeiras.

16h30 – Café da tarde.

17h30 – Encerramento.

 

 

Carregar mais

Mapa de Editorias