Ecologia

06/10/2017 08:00

Baleia em estado de decomposição é encontrada no Arroio


Nesta semana uma baleia em estado de decomposição foi encontrada em Balneário Arroio do Silva, na praia do lado sul. O departamento municipal de Meio Ambiente, tendo como responsável Everson Inocêncio (Xande), e o departamento de Agricultura e Pesca, tendo à frente o diretor Angelino Borges (Gila), acionaram os profissionais do Projeto de Monitoramento de Praias, da Udesc.

A equipe se deslocou de Laguna até Arroio do Silva para realizar a coleta de material para exames e estudos. Na sequência os restos da baleia foram enterrados com o apoio da secretaria municipal de obras. O local onde a baleia foi enterrada foi mapeado com GPS para futuros estudos.

 


29/09/2017 12:00

Dnit divulga preservação no aniversário de Timbé do Sul


Com uma programação diversificada e gratuita, Timbé do Sul comemorou 50 anos de emancipação neste final de semana. Nem mesmo a garoa fina atrapalhou a festa que contou com a presença de moradores e visitantes durante os três dias de evento. O Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit), por meio da equipe de Gestão Ambiental (STE S.A.), participou da celebração divulgando os diversos aspectos relacionados às obras de implantação e pavimentação da BR-285, empreendimento que completou em setembro um ano de atividades no município.

Logo na abertura oficial da festa, realizada na noite de sexta-feira, a gralha-azul (mascote das obras) foi chamada ao palco da cerimônia que contou com autoridades locais e da região. Com 5,4 mil habitantes e vocação agrícola, Timbé do Sul se prepara para dar um salto socioeconômico a partir da ligação com o Rio Grande do Sul via Serra da Rocinha. O prefeito Roberto Biava destacou a importância da rodovia no atual contexto regional. “É um divisor de águas para o desenvolvimento do nosso município. Se já é bom viver aqui hoje, depois da BR-285 pronta será ainda melhor”, afirmou.

Em um estande, a equipe disponibilizou informações sobre o andamento das obras e dos programas ambientais executados no empreendimento. Foram entregues materiais informativos, além de desenhos para colorir e sacolinhas de lixo para veículos.

Outro destaque no espaço destinado ao Dnit foram as espécies empalhadas cedidas pelo Museu de História Natural da Universidade Católica de Pelotas (MUCPel). Foram expostos exemplares de animais mortos por atropelamentos em rodovias. O objetivo é alertar para a necessidade de preservação destas e outras espécies que são comumente vitimadas nas estradas ou pela ação de caçadores. A equipe salientou que, no segmento catarinense da BR-285/RS/SC, estão sendo construídas três passagens exclusivas para travessia de animais silvestres, além de duas pontes que também cumprem essa função. Para o agricultor Amilton Ghellere, 45 anos, a medida implementada é uma novidade bem-vinda. “Não conhecia essas passagens para fauna. Acredito que muda bastante a mortalidade, porque se o animal tiver por onde fugir ele não vai passar pela estrada. Gosto muito da natureza e ter a oportunidade de apreciá-la é uma coisa única”, reforçou.

No domingo foi a vez da banda Os Ambientais apresentar o projeto Canção dos Bichos, uma proposta de sensibilização que conta com músicas autorais combinando características da fauna e flora nativas da região sul do Brasil ao som de rock, jazz, reggae e funk. O público recebeu panfletos com as letras das canções para cantar junto com os músicos. Em homenagem ao empreendimento, a banda lançou a música “Gralha-Azul”, que ressalta hábitos e características da ave que é um dos símbolos dos Aparados da Serra. O comerciante Wilson Mafioleti, mais conhecido como Alemão, elogiou as atividades e enfatizou que é possível aliar desenvolvimento e preservação da natureza, fazendo com que a beleza natural de Timbé do Sul seja um atrativo turístico. “Timbé é rico em fauna, flora e águas puras. Estamos vivendo dia a dia a expectativa de conclusão da BR-285 e acredito que isso vai alavancar o turismo de uma maneira incrível”, comentou.


25/09/2017 06:00

Chuva atrapalha limpeza no Rio Araranguá


Estava previsto para acontecer na manhã de sábado, às 9h30min e com término por volta das 15h, a primeira edição do projeto socioambiental Nosso Rio Nossa Mata Ciliar, idealizado por Giovani Rosa e realizado em parceria com empresas privadas, entidades sociais e órgãos públicos. O projeto tem a intenção de retirar o lixo jogado às margens do Rio Araranguá, fixar placas educativas e reflorestar o local, a primeira etapa iniciaria na Praça Hercílio Luz, no Centro de Araranguá e seguiria até a ponte pênsil, do bairro Barranca

Toda a estrutura foi montada, com fichas de inscrições, lanches e camisetas, no entanto a chuva atrapalhou que os voluntários iniciassem a limpeza, colocação de placas e plantio de mudas de ipês. A previsão de Giovani era de que em torno de 200 pessoas participassem da ação, mas a chuva atrapalhou e apesar de alguns voluntários se dirigirem até a Praça Central, a organização achou melhor transferir o evento para outra data.

Secretários e diretores da administração municipal, o vice-prefeito, Primo Menegalli Júnior, Corpo de Bombeiros, Polícia Militar, Polícia Militar Ambiental, funcionários do Samae e da Fundação Ambiental do Município de Araranguá (Fama), colaboradores do Sesc, integrantes do Lions Clube de Araranguá e funcionários de empresas privadas estavam entre os voluntários da ação. Por volta de 10h foi anunciada a transferência dos trabalhos, todos lancharam e seguiram para suas casas. Uma nova data deve ser anunciada pela organização nos próximos dias.


13/09/2017 18:37

Rio Araranguá receberá mutirão de limpeza


O gestor em Turismo e especialista em Gestão Ambiental, Giovani Rosa, está organizando mais uma ação social, em parceria com a iniciativa privada e gestão pública, para limpeza do Rio Araranguá. “Desta vez, vamos para área urbana de nossa cidade, começando pelas margens do Rio Araranguá, onde vamos executar a ação em quatro frentes, por dentro do rio, por terra, colocação de dez placas educativas e o plantio de ipês nas margens do rio, até a balsa”, contou Giovani.

Além da limpeza, o projeto pretende auxiliar o Lar de Idosos São Vicente de Paulo de Araranguá. No dia do evento, cada voluntário deverá levar um quilo de alimento não perecível ou um produto de higiene, que será doado ao Lar. Ao realizar a inscrição, cada participante ganha camiseta, um par de luvas e sacos de lixo para recolhimento de entulhos. Os voluntários também ganharão lanches e concorrerão a brindes no final do evento, que acontecerá no dia 23 deste mês, com início marcado para as 9 horas, na Praça Hercílio Luz, no Centro de Araranguá.

Carregar mais

Mapa de Editorias