Cultura

17/06/2018 09:00

Comemoração reaviva fé no padroeiro

Crianças demonstram fé e celebram padroeiro de Sombrio


Renê Tiscoski tem 82 anos, portanto, não lembra da criação da paróquia Santo Antônio de Pádua de Sombrio, ocorrida quando tinha somente dois anos de idade. Mas em seguida, muito menino ainda, começou a participar da vida religiosa de Sombrio. “Com sete anos, eu cangava uma parelha de boi e levava minha avó na missa, na primeira capela da cidade”, contou. Essa pequena igreja ficava na atual rua Caetano Lummertz, na chamada Lomba da Rússia. “Ali meus pais se casaram e eu fiz a primeira comunhão”, lembrou.
Depois, pouco mais velho, Renê levava comida para o pai, José Tiscoski, que ajudava na construção da Matriz. Ele também estava na procissão fluvial que trouxe a imagem do padroeiro Santo Antônio, de Torres para Sombrio, pela lagoa. “A gente sempre participava de tudo, era da comissão da Igreja. Hoje já não participo tanto por questão de saúde, mas a fé é a mesma”, disse seu Renê.
FT SEU RENE

Devoção em toda idade
A festa de Santo Antônio de Pádua, realizada de 31 de maio a 13 de junho em Sombrio, faz a devoção ao padroeiro ser reavivada, até entre os pequenos. Júlia Machado, de 11 anos, e Kauã Gordini da Rosa, 10, estavam entre as crianças que na manhã da última quarta-feira, 13 de junho, dia do Santo Casamenteiro, participaram da missa usando trajes que lembram o santo. “É bem legal e emocionante”, disse a menina.
A pequena Rafaela, de cinco anos, também vestiu a túnica marrom amarrada com um cordão, que era usada pelos religiosos da ordem de Santo Antônio. Ela talvez não compreendesse bem o significado deste ato, mas percebeu a satisfação da avó que a acompanhava, vestindo o mesmo traje. Maria Teresinha Feliciano Silva disse que leva a neta todo ano à festa, em agradecimento por tê-la em sua vida. “Eu não tive filha, só filhos. Então veio ela, e mora comigo, é uma grande alegria”, afirmou à senhora, que reside no bairro Januária, em Sombrio.


11/06/2018 14:00

Festa de Santo Antônio segue até quarta

Padroeiro do município é homenageado


Uma jornada de fé, oração e solidariedade. Assim o padre Antônio Mendes, pároco da paróquia Santo Antônio de Pádua, descreve a maratona de atividades envolvendo os festeiros e o povo em geral, em torno da comemoração do padroeiro de Sombrio.
Ainda antes da abertura oficial da programação, a imagem do santo percorreu diversas localidades. “Queremos mostrar que ele não é o padroeiro da Igreja Matriz, e sim de todo o município”, explicou o padre.
Os festeiros já participaram das celebrações desde este momento e aprovaram a iniciativa. “Éramos recebidos nas capelas com muito carinho, e depois participávamos de um coquetel oferecido pela comunidade. Foi emocionante”, disse o casal Francisco Lisboa e Fernanda Borba Lisboa.
Depois começou a trezena de Santo Antônio, toda noite na Matriz, atraindo dezenas de fiéis. Até chegar o último fim de semana, quando as atrações se intensificaram.
No sábado, houve a tradicional recepção a Banda Marcial, seguindo em procissão até a Matriz, mais tarde a transladação da imagem do padroeiro, missa e a não menos tradicional feira de galinhas.
No domingo, a festa continuou pela manhã com a procissão saindo da casa dos festeiros Paulo Sérgio Alves e Fabrícia Monteiro Alves seguida de missa com a presença dos padroeiros e padroeiras das comunidades. Depois do almoço realizado no salão paroquial, aconteceu o 1º Festival do Ministério de Música.
Às 19h30min a trezena continuou, assim como continua na noite desta segunda-feira e também da terça. Na quarta-feira, 13 de junho, dia de Santo Antônio e feriado municipal, tem missa às 10 horas, seguida de almoço festivo e o sorteio da promoção entre amigos, que em primeiro lugar oferece um automóvel. À tarde, encerrando as festividades, acontece às 15 horas a missa com a escolha dos festeiros para 2019.
Para os quatro casais festeiros, além de Francisco e Paulo Sérgio e suas esposas, fazem parte do grupo Matheus Ulisses de Oliveira e Juliana Alexandre de Oliveira e Donisete Gubert e Simone Vefago Gubert, a experiência é descrita como uma bênção. “Dá um frio na barriga desde a hora em que se recebe o convite, mas é também muita alegria e gratificação”, resumiu Matheus.
Na quinta-feira, 14, o Jornal Correio do Sul publica um caderno especial sobre a festa do padroeiro Santo Antônio de Pádua.


04/06/2018 15:00

Paróquia de Santo Antônio comemora 80 anos

Programação da Festa do Padroeiro de Sombrio é extensa


Histórico disposto no site da paróquia Santo Antônio de Pádua de Sombrio, aponta que relatos contam que o primeiro evangelizador a chegar às terras onde seria a cidade de Sombrio, foi um índio chamado Etiguara, que ensinava aos membros da aldeia cânticos, orações e os mandamentos da lei de Deus.
Antes mesmo de ser município, o que aconteceria somente em 1953, o pequeno vilarejo, formado por algumas famílias católicas, recebeu em 6 de dezembro de 1937, um novo morador, chegando de carroça, guiando um cavalo e com alguns pertences. Era o padre João Adão Reitz, que pisou nas terras que seriam a base de seus grandiosos projetos. Padre João havia sido nomeado vigário cooperador da paróquia Nossa Senhora Mãe dos Homens de Araranguá. Aquela extensa paróquia foi depois desmembrada em quatro: Sombrio, Santa Rosa, São João do Sul e Praia Grande.
Menos de um ano após a chegada de padre João, em 31 de maio de 1938, foi criada a paróquia Santo Antônio de Pádua. E exatamente dois anos depois, a 31 de maio de 1940, foi lançada a pedra fundamental da Igreja Matriz de Sombrio. Padre João tinha 36 anos naquela época.
Para marcar essas oito décadas de história, foi realizada a visita do padroeiro em todas as comunidades, com missa e coquetel. “Está sendo muito positivo, porque estamos nos irmanando cada vez mais”, disse o pároco Antônio Mendes. No dia 31, última quinta-feira, a celebração teve a presença do bispo emérito Dom Paulo Antônio de Conto. A missa foi assistida por mais de 1500 pessoas, relembrou todos os párocos, homenageou as comunidades que pertencem a paróquia, assim como a paróquia co-irmã São João Paulo II.
A comemoração dos 80 anos, também foi o pontapé inicial na programação da Festa de Santo Antônio de Pádua, que será realizada no dia 13 de junho, data dedicada ao Santo Casamenteiro.

Trezenas de Santo Antônio
A noite festiva foi também à primeira da trezena de Santo Antônio, com a presença dos festeiros Francisco Lisboa e Fernanda Borba Lisboa,
Matheus Ulisses de Oliveira e Juliana Alexandre de Oliveira,
Paulo Sérgio Alves e Fabrícia Caetano Alves,
Donisete Gubert e Simone Vefago Gubert.
Desde o dia 31 de maio até 12 de junho, está sendo realizada a trezena do padroeiro, sempre às 19h30min na Igreja Matriz de Sombrio. Em cada uma delas são homenageadas famílias que fizeram parte destes 80 anos de história.
Neste ano, todos os recursos arrecadados com a festa, serão direcionados para a reforma do Salão Comunitário da Igreja Matriz, construído na década de 1990, e que necessita de reformas estruturais e arquitetônicas, deixando-o mais moderno para o bom atendimento da população.
Para isso, será realizado o tradicional sorteio de um automóvel. “A paróquia conta com a ajuda de todos, para adquirir a ação entre amigos de um carro zero km e outros brindes”, convidam os festeiros. O sorteio ocorrerá no dia 13, feriado municipal, após o almoço festivo.

Programação da festa
Dia 4 (2ª Feira) 19:30h – 5ª Trezena
Santo Antônio e a Vida de Fé
Celebrante: Padre Jonas Emerim Grupo responsável: Pastoral da Acolhida e Comunidades Anita Garibaldi, Rio Novo e Rua Nova
Famílias Homenageadas: Della Vécchia, Eufrásio, Emerim, Tiscoski e Demétrio

Dia 5 (3ª Feira) 19:30h – 6ª Trezena
Santo Antônio e o Testemunho de Vida
Celebrante: Padre Zeca Cipriano
Grupo responsável: Grupos de família e Comunidades Lagoa de Fora e Praia Santa Fé
Famílias Homenageadas: Fraga, Fogaça, Freitas, Turatti e Gomes

Dia 6 (4ª Feira) 19:30h – 7ª Trezena
Santo Antônio e o Cuidado dos Pobres
Celebrante: Padre Daniel Zilli
Grupo responsável: Pastoral do Pão e Comunidades Onda Azul, São Pedro e Guarita
Famílias Homenageadas: Godinho, Garcia, Isoppo, Barreto e Lummertz

Dia 7(5ª Feira) 19:30h – 8ª Trezena
Santo Antônio e o Cuidado dos Enfermos
Celebrante: Padre Daniel Pagani Grupo responsável: Pastoral da Saúde e da Criança, Ministros das Exéquias e Comunidade da Raizeira
Famílias Homenageadas: Medeiros, Nunes, Nuernberg, Silveira e Teixeira

Dia 8 (6ª Feira) 19:30h – 9ª Trezena Santo Antônio e a Missão da Igreja de Jesus Cristo
Celebrante: Padre Joel Sávio
Grupo responsável: Pastoral do Batismo e Comunidades Santo Expedito, Santa Fé e São Francisco
Famílias Homenageadas: Colares, Fontana, Bristot, Guelere e Tuon

Dia 9 (Sábado) – 10ª Trezena
Santo Antônio e a Reconciliação da Família
15h-Casamento Comunitário
Grupo Responsável: Cursilho
17h-Recepção da Banda Marcial em frente ao Banco Sicoob, seguindo em procissão até a Igreja Matriz
19h-Transladação da Imagem de Santo Antônio, saindo da casa do casal festeiro Donisete Dirlei Gubert e Simone Savi Mondo Vefago Gubert, seguindo para a Igreja Matriz
19:30h-Missa festiva
Famílias Homenageadas: Pacheco, De Bem, Quartiero, Raupp e Serafim
Após a Missa, tradicional feira de galinhas com música ao vivo

Dia 10 (Domingo) 11ª Trezena
Santo Antônio e o Anúncio do Evangelho
10h-Procissão, saindo da casa do casal festeiro Paulo Sérgio Alves e Fabrícia Monteiro Caetano Alves até a Igreja Matriz
10:30h-Missa festiva
12h-Almoço no Salão Paroquial e após o 1º Festival do Ministério de Música
19:30h-Missa Trezena
Celebrante: Frei Osmar
Grupo responsável: Cursilho e Comunidade Santa Gertrudes
Famílias Homenageadas: Cardoso, Damiani, Machado, Vignali e Borba

Dia 11 (2ª Feira) 19:30h-12ª Trezena
Santo Antônio e a Vida Sacramental
Celebrante: Padre Antônio Júnior
Grupo responsável: Pastoral da Catequese, Irmandade de São Sebastião e Comunidade N. Sra. Bom Parto
Famílias Homenageadas: França, Monteiro, Souza, Valerim e Miguel

Dia 12 (3ª Feira) 19:30h-13ª Trezena
Santo Antônio e a Evangelização da Juventude
Celebrante: Dom Jacinto Inácio Flach
Grupo responsável: Grupos de oração da RCC, liturgia e setor juventude, Acólitos e Coroinhas
Famílias Homenageadas: Pereira, Possamai, Paulino, Guimarães e Oliveira

Dia 13 (4ª Feira)
Dia de Santo Antônio de Pádua
10h-Missa
Celebrante: Padre Antônio Mendes, Pároco da Paróquia Santo Antônio de Pádua
Grupo responsável: Familiares dos festeiros e da CAEP
Homenageados: Ex festeiros, ex-membros do CAEP, ex membros da Irmandade de Santo Antônio
12h-Almoço com música ao vivo
Após, sorteio da ação entre amigos no Salão Paroquial
15h-Missa com escolha dos festeiros para 2019
Celebrante: Padre Antônio Mendes
Grupo responsável: Funcionários da Paróquia


04/06/2018 14:00

Corpus Christi: Tapetes coloridos tomam as ruas

Corpus Christi, ou Corpo de Cristo, é uma comemoração litúrgica católica que ocorre na quinta-feira seguinte ao domingo da Santíssima Trindade


A celebração de Corpus Christi deixou as ruas de várias cidades da região coloridas, no Centro de Araranguá, os tapetes foram confeccionados na avenida 7 de Setembro, da esquina do Colégio Murialdo até a frente do Santuário Nossa Senhora Mãe dos Homens. Fiéis começaram os trabalhos cedo na quinta-feira, dia 31, antes do sol aparecer e às 9h30min uma missa foi celebrada no santuário, em seguida católicos seguiram em procissão até a frente do Colégio Murialdo.
Corpus Christi, ou Corpo de Cristo, é uma comemoração litúrgica católica que ocorre na quinta-feira seguinte ao domingo da Santíssima Trindade, que, por sua vez, acontece no domingo seguinte ao de Pentecostes. É uma “Festa de Guarda”, em que a participação da Santa Missa é obrigatória, na forma estabelecida pela conferência episcopal do país respectivo.
A procissão pelas vias públicas, quando é feita, atende a uma recomendação do Código de Direito Canônico que determina ao bispo diocesano que a providencie, onde for possível, “para testemunhar publicamente a adoração e a veneração para com a Santíssima Eucaristia, principalmente na solenidade do Corpo e Sangue de Cristo.” É recomendado que, nestas datas, a não ser por causa grave e urgente, não se ausente da diocese o bispo. No Brasil é um feriado facultativo comemorado pela religião Católica, mesmo sendo um país laico.

Carregar mais

Mapa de Editorias