Religião

14/06/2017 12:00

CNBB pede orações pelo Brasil


Nesta quinta-feira, a Igreja Católica celebra a Solenidade do Santíssimo Corpo e
Sangue de Cristo, comumente chamada de Corpus Christi, único dia do ano em que a
Igreja permite a exposição pública da Eucaristia – o Santíssimo Sacramento – com
procissão pelas ruas. A solenidade recorda a entrada triunfal de Jesus em Jerusalém e também a instituição da eucaristia. A celebração teve início em 1246, na Bélgica, após visões da religiosa agostiniana Juliana de Cornion, e estendida a toda a Igreja pelo Papa Urbano IV, em 1264, tomando força nos séculos subsequentes.
“Nós saímos à rua, em procissão, lembrando este grande mistério do amor de
Deus pela humanidade; Jesus não só entregou sua vida lá na cruz, mas continua nos
entregando o alimento – o seu corpo e o seu sangue – que é o que de mais precioso existe sobre a face da terra. Nós, cristãos católicos, temos acesso a essa maravilha tão grande que nem os anjos do céu podem experimentar”, afirma o bispo
da diocese de Criciúma, Dom Jacinto Inacio Flach. Serragem, flores, borra
de café, farinha e sais coloridos preenchem os tapetes que compõem o imenso
mosaico estendido ao longo do caminho por onde Jesus, presente no pão consagrado,
irá passar. Fiéis engajados em movimentos e serviços pastorais preparam os tapetes
que compõem o trajeto com três altares, percorrido após a celebração da missa e que
culmina com a bênção com o Santíssimo Sacramento. “Nós precisamos preparar muitos tapetes, neste mundo, para que, cada vez mais, as pessoas, sobretudo
aquelas que tanto precisam, possam passar pelos tapetes preparados com nosso amor,
nossa doação e nosso serviço, para que se sintam amadas e queridas como filhos e filhas de Deus. Convoco todo o povo a participar deste momento tão sagrado”, conclama Dom Jacinto. O Conselho Episcopal Pastoral (Consep) da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), está convidado a todos para a Jornada de Oração pelo Brasil ‘A verdadeira paz começa no seu coração’, nesta quinta.
Segundo o bispo auxiliar de Brasília e secretário-geral da CNBB, dom Leonardo
Steiner, a Jornada de Oração é uma oportunidade para que os cristãos prestem esse serviço ao país, num momento de tantas incertezas, corrupção e injustiças, numa data tão simbólica em que a Igreja celebra a presença singela, próxima, alimentadora e esperançada de Jesus na Eucaristia. Algumas paróquias aproveitam o Corpus Christi para incentivar a solidariedade. A maioria pede a doação de agasalhos, mantas ou cobertores para enfrentar o inverno e algumas também solicitam alimentos. Farão isso as paróquias Nossa Senhora da Conceição de Maracajá, São João Paulo II de Sombrio e
Nossa Senhora da Glória, de Meleiro.

Paróquia Maracajá
8h: Missa e procissão – Vila
Beatriz até igreja matriz
10h: Missa – Matriz
19h: Missa – Pontão
20h: Missa – Barro Vermelho
Alguns trechos terão doação de
alimentos e agasalhos
Paróquia Araranguá
9h30min: Missa e procissão
– igreja matriz até Colégio
Murialdo
Paróquia Arroio do Silva
Dia 14 – 19h: Missa e Procissão – Jardim Atlântico
Dia 15 – 9h30min: Missa e Procissão – N. Sra. dos Navegantes
– 16h: Missa e Procissão – Morro dos Conventos
Paróquia Sombrio
9h: Procissão e missa – Raizeira até igreja matriz
9h: Jardim Ultramar
17h: São Francisco
15h: Palmeira
15h: Anita Garibaldi
17h: São Pedro
São João Paulo II – Sombrio
9h30min: Missa e procissão –
Retiro da União
15h: Missa e procissão – Sanga Negra
19h: Missa e procissão luminosa – Garuva
Paróquia Praia Grande
14h30min: Procissão e missa
– antiga saída para Mampituba
até a igreja matriz
Paróquia Meleiro
9h: Missa – Matriz
9h: Missa – Morro Grande
15h: Missa – Nova Roma
15h: Missa – Boa Vista
19h: Missa – Novo Paraíso


12/06/2017 22:00

Cenáculo de Pentecostes reúne centenas de fiéis em Criciúma

Evento organizado pela Renovação Carismática Católica ocorreu neste domingo (11)


O maior evento anualmente realizado pela Renovação Carismática Católica (RCC) da Diocese de Criciúma ocorreu neste domingo (11). O Cenáculo de Pentecostes, celebrado na Capela Santa Luzia (após transferência de local), reuniu mais de mil fiéis ao longo do dia.

O coordenador da RCC de Criciúma, Gilmar Ricardo, fala sobre a alegria para o movimento em celebrar o encontro por mais um ano. “O Cenáculo de Pentecostes em nossa diocese é uma união de todos os grupos de oração, um propósito de Deus para que todos possam experimentar o batismo no Espírito Santo”.

A presença da juventude no evento também deixa o coordenador feliz e esperançoso para o futuro. “A Renovação Carismática e a Igreja Católica tem essa graça. A palavra de Deus ela vai dizer que quando estamos no espírito ele faz nova todas as coisas e este jeito novo que a Igreja trouxe através do movimento é algo que mexe com o coração do jovem pra ele se unir em busca do caminho certo”, destaca.

O pároco da Catedral São José, padre Antônio Júnior, comenta sobre a importância do Cenáculo de Pentecostes para a Diocese de Criciúma. “Para nós católicos, é sempre uma oportunidade de reavivarmos dom o espírito que habita em cada um de nós, e de uma vez mais clamarmos à Deus. Sem o Espírito Santo não existe Igreja Católica, ele é a alma, o alento, o sofro e o anima da nossa Igreja”.

Além do evento deste domingo, o sacerdote lembra que os católicos vivem um ano diferenciado. “Pra nós é uma ano bastante especial. Estamos celebrando 50 anos da Renovação Carismática, os 100 anos de Fátima e os 300 anos de Aparecida, estes são razões e motivos para agradecer à Deus”.

O evento iniciou às 8 horas deste domingo e terminou após a Santa Missa, presidida pelo bispo diocesano, Dom Jacinto Inacio Flach, com início às 16 horas. “Me sinto feliz em poder participar deste momento tão especial para a igreja como um todo e em nossa diocese, ver tantas pessoas reunidas para celebrar a descida do Espírito Santo, 50 dias após a Páscoa, é motivo de louvar ao Senhor”, comemora o bispo.

 


09/06/2017 00:00

Cenáculo de Pentecostes tem mudança de local


Devido às chuvas das últimas semanas, o trajeto até o Santuário Sagrado Coração Misericordioso de Jesus está comprometido, com isto, o evento ocorrerá na Igreja do Bairro Santa Luzia, em Criciúma

O Cenáculo de Pentecostes, marcado para o próximo domingo (11), teve o seu local alterado. O evento promovido pela Renovação Carismática Católica (RCC) da Diocese de Criciúma que seria realizado no Santuário Sagrado Coração Misericordioso de Jesus, em Içara, ocorrerá na Igreja do Bairro Santa Luzia, em Criciúma. As chuvas que atingiram a região nas últimas semanas tornaram inviáveis os acessos ao santuário. O início do encontro está marcado para às 8 horas.

Em unidade com as celebrações do Ano Mariano (que remete aos 300 anos da aparição de Nossa Senhora Aparecida e 100 anos de Nossa Senhora de Fátima) e com o Jubileu de Ouro da RCC no mundo, o encontro terá uma temática especial. “Queremos que este seja um momento intenso de fé e espiritualidade. Estamos vivendo um ano especial, de muitas celebrações e com certeza não será diferente neste Cenáculo de Pentecostes”, colocou o coordenador da RCC Gilmar Ricardo.

A programação contará com a pregadora Frantieska Rangel (estado do Espírito Santo), padre Antonio Junior (Catedral São José) e bispo Dom Jacinto Inacio Flach, sendo a entrada gratuita. Além de lanches, será vendido almoço no local, no valor de R$ 15,00.

Campanha para arrecadação de produtos é realizada

O Ministério de Promoção Humana da RCC Criciúma aproveita a data do evento, que reunirá um bom número de pessoas, para realizar uma campanha de arrecadação de alimentos não perecíveis, fraudas e materiais de higiene e roupas. “Se nos unirmos poderemos recolher grande número de doações e ajudar as famílias carentes e comunidades terapêuticas de nossa diocese”, finalizou o coordenador.

 


02/06/2017 16:00

Comissão pede criação de santuário


Na manhã desta quinta-feira, o Conselho de Pastoral da Diocese de Criciúma realizou sua segunda reunião do ano, em Cocal do Sul. A pauta do encontro, que reuniu padres e lideranças diocesanas, abordou os encaminhamentos realizados pela Conferência Nacional dos Bispos do Brasil durante sua 55ª Assembleia Geral, cuja síntese
foi apresentada pelo bispo dom Jacinto Inacio Flach. Um dos assuntos apresentados ao Conselho também foi a proposta de elevação da igreja matriz Nossa Senhora Mãe
dos Homens, de Araranguá, a santuário diocesano. O pároco, padre Alírio Leandro, acompanhado por uma comissão de leigos, na companhia de padre Vilcionei Baggio, apresentou o histórico da paróquia que completará, em 2018, 170 anos. A paró-
quia mais antiga da Diocese de Criciúma tem a igreja matriz como referência para as comunidades do Extremo Sul Catarinense, que visitam constantemente o
templo por devoção à Maria e para buscar atendimento espiritual.
De acordo com padre Alírio, a tradicional festa da padroeira reuniu, em sua última edição, no dia 4 de maio, mais de 15 mil pessoas de toda região e até de outros estados
em um dia de semana cujo feriado era apenas municipal. A comissão de leigos da
paróquia entregou ao bispo, o documento completo com todos os dados sobre a igreja
e o abaixo-assinado com mais de 10 mil assinaturas, colhidas desde o mês de janeiro. Entre as justificativas apresentadas, baseadas nas orientações do Código de Direito Canônico para que seja erigido um santuário, está a celebração dos 170 anos
de criação da paróquia; a antiga e fecunda devoção mariana de toda a região de Araranguá e arredores; a ausência de um santuário em toda a região sul da Diocese; o constante fluxo de fiéis de diferentes regiões e estados à igreja, especialmente na festa da padroeira; os inúmeros testemunhos de graças alcançadas; a procura constante pelos sacramentos, sobretudo da Eucaristia e da Reconciliação; a intensa dinâ-
mica da paróquia em suas 14 comunidades e a necessidade de maior disponibilidade para atender os fiéis e peregrinos devotos; o acervo votivo (arte e piedade) que está em fase de organização e catalogação e a orientação do bispo para preparação de estatutos próprios. “É a paróquia mais antiga da nossa Diocese e, como tem toda essa tradição, existe a preocupação quanto ao atendimento para o povo. Irei rezar e pensar. Quero ouvir as pessoas e se for da vontade do povo de Deus, com certeza, irá ajudar”,
declarou Dom Jacinto, que não estipulou prazo para a tomada de decisão.
A segunda parte da manhã foi dedicada à análise do questionário de avaliação
que será encaminhado às paróquias para reformulação no novo Plano Diocesano de
Pastoral. A partir da próxima semana, a equipe de coordenação diocesana irá visitar os
párocos e entregar, em mãos, os formulários para apontamentos que serão feitos pelas
comunidades.

Carregar mais

Mapa de Editorias