Geral

18/06/2017 12:00

Qual é o salário de 9 profissões que as pessoas discriminam?


Em tempos de crise conseguir qualquer emprego é quase como ganhar na loteria. Claro que existem empregos e empregos, pessoas e pessoas. E, nem todo mundo se permite aceitar “qualquer coisa”. Mas, também, existem aquelas pessoas que não tem medo de colocar a “mão na massa” e trabalhar de (praticamente) qualquer coisa, na maioria das vezes por necessidade.

O problema é que essas profissões que muita gente considera “qualquer coisa” são tão importantes quanto quaisquer outras. Fazendo parte de nosso dia-a-dia e sendo essenciais em nossas vidas. Por exemplo, quando algum parente/amigo falece, quem é que vai cavar a cova para que essa pessoa possa descansar em paz? Talvez nem você tivesse coragem para fazer isso.

Antes de continuarmos, é importante lembrarmos que não temos o intuito de criticar, julgar, muito menos impor verdades absolutas. Nosso objetivo é único e exclusivo de informar e entreter. Por isso, o conteúdo dessa matéria se destina a aqueles que se identificarem.

Sendo assim, a redação da Fatos Desconhecidos selecionou uma listinha com o salário de 12 profissões que as pessoas discriminam. Algumas dessas profissões são mais bem remuneradas do que você possa imaginar. Confira:

1 – Diaristas

01

Os valores de uma faxina, por diária, dependem muito da localização, ou seja, da cidade, se é grande, pequena, custo de vida e, claro, do tamanho do imóvel a ser limpo. Os valores podem variar entre 50 e 200 reais. O que significa que se a pessoa trabalhar 5 dias por semana, fazendo duas faxinas por dia, no valor de 200 reais, ela ganhará em média 4 mil reais por mês.

2 – Pedreiros

02

Um dos maiores problemas dessa profissão é o mercado informal, que faz com que a profissão acabe, por vezes, sendo marginalizada. O que muita gente não sabe é que para ser pedreiro não basta ter força física. Em média, um pedreiro ganhar 100~120 reais pela diária. Agora, um pedreiro com qualificação adequada, alcançando cargos como mestre de obras e empreiteiros pode ganhar até 6 mil reais mensais de carteira assinada. Outra profissão no mesmo ramo é o pedreiro que é especializado em alvenaria, pode chegar a ganhar 4 mil reais.

3 – Gari

03

Talvez, uma das profissões mais discriminadas no Brasil. Um gari ou coletor de lixo ou varredor de rua, é empregado pela prefeitura. O que faz com que o salário varie muito. Por exemplo, o salário base de um gari no estado de São Paulo é mais ou menos mil reais. No Rio de Janeiro, é R$ 1100 (Mais benefícios por serem funcionários públicos). Existe um projeto de lei, que propõe um piso salarial para essa profissão, 1.200 reais.

4 – Policiais

04

Os policiais militares são empregados pelo governo estadual, o que mais uma vez, faz com que os salários variem. De uma forma geral o salário de um policial militar não é tão alto na maioria dos estados, também na maioria eles não possuem infraestrutura necessária para trabalhar. Um dos mais baixos é o do Ceará onde em inicio de carreira um PM ganha R$ 833, nos outros estados a média inicial é de R$ 2.000, em Brasília é um pouco melhor de R$ 4.200.

5 – Coveiros

05

O trabalho de um coveiro consiste em preparar as sepulturas, cavar as covas, escorar paredes de abertura, retirar lápides, limpar o interior das covas, colocar o caixão dentro da cova, e todo o restante do processo que envolve um sepultamento. De acordo com o site do SINE (Site Nacional de Empregos), consultado em 29/08/2016, os salários de um coveiro podem variar de 972,46 reais até 2.449,21 reais.

6 – Professores

Alunos da E.E. Ludovina Credidio Peixoto, especial professor aulas de matemática, educação física e ciências. Local: São Paulo/ SP Foto: Rafael Lasci/A2 Fotografia Data: 08/10/2012

O professor é uma das, se não “A” profissão mais importante, em qualquer área. O valor dos salários dessa profissão são altamente variáveis, pois dependem da matéria, nível de escolarização para o qual ministram e grau de escolaridade (se tem mestrado, doutorado, etc.). Um professor de escola regular pode ganhar entre 1474,28 reais e 6082.85 reais. Enquanto um professor universitário pode ganhar entre R$ 4.836,70 até R$ 15.464,45.

7 – Jardineiros

07

Assim como as diaristas, os jardineiros são peças chaves em residências nobres. Além disso, eles podem trabalhar em escritórios de paisagismo. Um jardineiro paisagista pode ganhar entre 4 mil e 6 mil por mês.

8 – Garçom

????????????????????????????????????

Todo mundo conhece o trabalho de um garçom, sabem o quanto é uma profissão importante e, mesmo assim, muita gente ainda discrimina. Seu trabalho consiste em atender clientes, recepcionar, anotar pedidos, servir guarnições, montar e desmontar mesas, organizar, conferir e controlar materiais de trabalho. Tudo isso, de acordo com normas de higiene e segurança, além de qualidade e preservação do ambiente. De acordo com o SINE, a média salarial de um garçom varia entre R$982,47 e R$ 2071,36.

9 –  Dedetizador

09

Um dedetizador, como o próprio nome diz, tem a função de dedetizar ambientes: sítios, empresas, plantações, depósitos, terrenos baldios, residências, prédios, órgãos públicos, etc. Utilizando produtos químicos, direcionados para o combate de insetos, ratos e demais pragas e elementos nocivos à saúde e higiene da população. A média salarial de um dedetizador varia entre R$ 1056,39 e R$ 2227,20.

Então pessoal, vocês sabiam desses valores? Encontraram algum erro na matéria? Ficaram com alguma dúvida? Possuem alguma sugestão? Não se esqueçam de comentar com a gente!


17/06/2017 00:00

Novo portal do Procon esclarece principais dúvidas do consumidor catarinense


O Procon de Santa Catarina está lançando uma nova ferramenta para ajudar os contribuintes a tirarem dúvidas sem que precisem se deslocar até uma agência, para o atendimento presencial. Com base no banco de dados do Sindec  – sistema informatizado que integra Procons de todo o país – o portal proconresponde.com.br reúne os assuntos relacionados às demandas mais frequentes dos cidadãos divididas entre as áreas: Bancos e Cartões; Conta de Luz e Água; Habitação; Produtos; Recall de Produtos; Saúde; Serviços on-line; Telefonia e TV por Assinatura.

O diretor estadual do Procon, Michael da Silva, conta que na agência da Capital, por exemplo, são realizados, em média, 95 atendimentos por dia, e, em grande parte deles, o consumidor poderia obter orientação para os encaminhamentos sem a necessidade de comparecer ao órgão.

Foto: Julio Cavalheiro / Secom

“O novo site aproxima ainda mais o Procon do cidadão com a praticidade de fornecer as informações pela internet, evitando possíveis deslocamentos. Com o acesso às orientações, o contribuinte saberá exatamente como proceder e onde buscar seus direitos”, explica. Segundo o diretor, serviços financeiros e telefonia lideram a lista de reclamações no Procon em Santa Catarina.

A página proconresponde.com.br disponibiliza ainda o Código de Defesa do Consumidor, link para ajuda e informações, uma área para empresas, incluindo leis, e a lista das agências do Procon em Santa Catarina. “É mais uma ferramenta para deixar os contribuintes conscientes de seus direitos e obrigações. Isso fortalece o trabalho como um todo e nos mantém como um dos Procons mais resolutivos do país”, reitera o diretor estadual, Michael da Silva.


16/06/2017 10:00

Última passarela em construção na BR-101 recebe guarda-corpos


O Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT/SC) faz nesta semana a instalação das proteções laterais na passarela em construção no km 341,8 da BR-101 Sul catarinense, última travessia elevada para pedestres nas obras de duplicação da rodovia federal. As proteções, conhecidas como guarda-corpos, complementam mais uma etapa construtiva da travessia, assim como a conclusão dos acessos de ligação com as vias laterais. A instalação começou na segunda-feira, 12.

As proteções laterais têm corrimão metálico, assim como o gradil que recobre as laterais, com altura de 1,12 metros, acompanhando as rampas e toda a parte elevada, sobre o tráfego de veículos na rodovia federal. Além das proteções, as passarelas construídas durante a duplicação têm rampas para acesso com inclinação suave, favorecendo a circulação de portadores de necessidades motoras. As passarelas serão construídas próximo de viadutos e outras passagens de pedestres, acrescentando mais equipamentos de travessia segura aos já construídos ao longo da duplicação da rodovia.

Os pedestres, moradores lindeiros ou usuários da BR-101 Sul não poderão utilizar a passarela durante as obras construtivas. O espaço oferece risco de acidentes, tanto em terra quanto no elevado. Somente com a instalação dos guarda-corpos e dos acessos com os bordos de pista a circulação será liberada com segurança.

A quarta – e última passarela das obras complementares, está em construção no aglomerado urbano do bairro São Cristóvão, em Tubarão. A cidade tem o maior segmento de pistas inserido em trajeto urbano da duplicação, começando no km 332 (bairro Revoredo) com final no km 344,5. Somente no Morro do Formigão não há densidade de residências e pessoas, em trecho de pouco mais de mil metros. No São Cristóvão, a autarquia já liberou duas passagens inferiores e uma passagem em nível para pedestres, com espaço também nos dois viadutos construídos entre o km 340 ao km 342.


16/06/2017 08:00

Ponte de concreto é instalada pela Defesa Civil Estadual em Santa Rosa do Sul


Mais uma ponte de concreto foi instalada pelo Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado da Defesa Civil, no Município de Santa Rosa do Sul. A instalação do kit de transposição de obstáculos na comunidade de Lajeado aconteceu na manhã desta terça-feira, 13.

O coordenador Regional de Defesa Civil na Agência de Desenvolvimento Regional (ADR) de Araranguá, Sargento BM Sebastião Antônio de Souza, acompanhou e vistoriou a entrega do termo de recebimento definitivo do kit, passando a responsabilidade de manutenção da ponte para o Município, após instalada.

O kit possui 12 metros de comprimento. O investimento do Governo do Estado, por meio do Fundo Estadual de Defesa Civil/ Fundec, na aquisição da ponte de concreto instalada, foi de cerca de R$ 75 mil. A contrapartida da Prefeitura de Santa Rosa do Sul foi a construção da cabeceira da ponte.

Sebastião explica que para receber o kit, a Portaria prevê que a ponte antiga esteja comprometida conforme laudo técnico de equipe de engenharia, ou totalmente destruída, danificada por um desastre, bem como inserida no Sistema Integrado de Informações sobre Desastres, do Ministério da Integração.

 

Carregar mais

Mapa de Editorias