Polícia

29/04/2017 19:55

Esposa desesperada mata marido

Vítima teria agredido o pai da autora


Na tarde deste sábado, dia 29, por volta das 17 horas, uma mulher ligou para o telefone de emergência – 190 da Polícia Militar, informando que havia acabado de esfaquear o marido, Ricardo Maciel, de 35 anos. O crime aconteceu na Estrada Geral do bairro Operária, próximo ao Salão Comunitário e a mulher alegou ter agido em legítima defesa do pai, um senhor de 72 anos, segundo ela, o marido chegou bêbado em casa e começou a agredir seu pai.
Quando ao PM chegou ao local, o homem já estava morto, caído de bruços em via pública. Polícia Civil, Instituto Geral de Perícia (IGP) e Instituto Médico Legal (IML) foram acionados e também atenderam a ocorrência. A vítima apresentava vários ferimentos de faca que atingiram a lateral, costas, tórax, abdômen e ainda uma certeira no coração. A mulher de 46 anos foi presa e levada para Central de Plantão Policial (CPP), bem como a faca utilizada no crime, para os procedimentos cabíveis.
Na CPP, a mulher contou que o marido estava bebendo desde as 11 horas da manhã e chegou em casa embriagado e ferido com golpe de faca, dizendo que tinha se envolvido em uma briga. Quando entrou com o carro no pátio, Ricardo atropelou uma galinha, o que iniciou a discussão com o sogro, já que o senhor chamou a atenção do genro, pois em vez da galinha poderia ter sido uma criança a ser atropelada.
A mulher ficou com medo da discussão entre o marido e o pai e levou o senhor para dentro de casa. Ricardo invadiu a casa do sogro e começou a bater em seu rosto. Desesperada e querendo defender o pai, a mulher foi até a cozinha e pegou uma faca. Ela não imaginou que teria causado ferimentos graves no marido, já que ele saiu de casa correndo. A vítima acabou morrendo em um terreno ao lado da casa da família.


28/04/2017 21:30

Caçada: PM prende homem que furtou furgão dos Correios

Veículo foi furtado em Araranguá e abandonado em Arroio do Silva, após capotar durante perseguição


Por volta de 14h40min, desta sexta-feira, dia 28, a Polícia Militar foi acionada e informada sobre o furto de um veículo dos Correios, um furgão de cor amarela, que estava no bairro Cidade Alta. O carteiro, motorista do furgão, falou com a reportagem e contou que deixou o veículo, por no máximo cinco minutos, com as chaves na ignição, estacionado no pátio da Agência de Desenvolvimento Regional (ADR), para buscar um malote e quando voltou não encontrou mais o carro.
Após o crime, uma perseguição policial iniciou e uma viatura da PM de Arroio do Silva, que realizava rondas pela estrada geral entre Araranguá e Praia da Caçamba, se deparou com o veículo furtado e deu ordem de parada para o motorista, que não obedeceu. O ladrão empreendeu fuga em alta velocidade pela estrada de chão, sentido balneário e perdeu o controle em uma curva, na Praia da Caçamba, capotando o furgão, que ficou com as quatro rodas para cima.
Após capotar o veículo dos Correios, o criminoso fugiu a pé e entrou em uma área de vegetação rasteira entre dunas e banhados. A viatura da PM, que já estava no encalço dos bandidos, solicitou apoio de mais guarnições. Polícia Militar de Araranguá e Arroio do Silva, Polícia Civil de Araranguá e Arroio do Silva, helicóptero do Serviço Aéreo (Saer) da PC de Criciúma, Canil (K9) da PM de Criciúma, Instituto Geral de Perícia (IGP) de Araranguá e Polícia Federal de Criciúma trabalharam na ocorrência.
O marginal deixou vestígios durante a fuga a pé, como pegadas nas areias (de pés descalços), um moletom e um chinelo, os policiais cercaram a área e iniciaram uma busca de cerca de 3 horas, pelo bandido nas dunas e na vegetação. Já era noite, quando o fugitivo foi capturado. Por volta de 19 horas, o ladrão achou que os policiais haviam desistido de procurá-lo e saiu do esconderijo, ele foi apanhado próximo ao local onde o veículo capotou, por policiais militares, que estavam de campana em veículos descaracterizados. O bandido foi preso em flagrante pela PM e confessou o crime, ele foi encaminhado para a Polícia Federal de Criciúma.


27/04/2017 20:57

Família encontra jovem desaparecido

Maurício da Silva saiu de Caçador para vir até Araranguá conhecer uma mulher, com quem conversava pela internet e não havia voltado, ele é portador de retardo mental e família estava preocupada


Uma família de agricultores de Caçador, no Norte do Estado, ficou desesperada atrás de Maurício da Silva, de 22 anos. O jovem é portador de retardo mental e saiu de casa no fim de semana de Páscoa atrás de uma mulher, que conheceu pela rede social Facebook e mora em Araranguá. Desde então a família não havia recebido nenhuma notícia do rapaz, até a tarde desta quinta-feira, dia 27, quando Maurício foi encontrado pela mãe, em Palhoça.
Segundo Carmelita Mazziero Fontanella, amiga da família e funcionária da ADR de Araranguá, a mãe de Maurício esteve em Araranguá e no Albergue São Marcos teve notícias do filho. Maurício ficou dois dias na Cidade das Avenidas e depois seguiu para Palhoça, com uma foto do filho em mãos, a mãe andou pelas ruas de Palhoça e o encontrou. A amiga da família contou que Maurício se decepcionou com a mulher de Araranguá, por quem se dizia apaixonado e falou que não era nada do que ele pensava.


27/04/2017 18:23

Homem ameaça esposa e é preso por posse ilegal de arma de fogo

Após ser denunciado por violência doméstica pela esposa, agressor foi preso em flagrante com um revólver de calibre 38


O delegado Vandilson Moreira da Silva e o agente de Policia Civil, Jaques Douglas de Oliveira, realizaram na tarde desta quinta-feira, dia 27, a prisão de um homem de 73 anos, por posse ilegal de arma de fogo. A prisão ocorreu na casa do homem, na localidade de Santa Bárbara, após ele ter sido denunciado pela esposa, uma mulher de 58 anos, por violência doméstica.
De acordo com o delegado, a mulher registrou Boletim de Ocorrência na Delegacia de Proteção à Criança, Adolescente, Mulher e Idoso (Dpcami) de Araranguá e informou que seu companheiro havia lhe ameaçado com uma arma de fogo. A vítima contou que o marido guardava a arma em casa, os policias foram até a residência do casal e o homem mostrou onde ela estava localizada, embaixo de um colchão. O delegado e o policial apreenderam a arma, um revólver de calibre 38, seis munições intactas e prenderam o homem.
O delegado Vandilson orientou às vítimas de violência doméstica, que procurem a Dpcami, pois a Policia Civil dará uma resposta à altura.

Carregar mais

Mapa de Editorias