Política

26/06/2018 08:00

Primo Júnior assume Prefeitura de Araranguá

Cerimônia de posse ocorreu ontem


Aconteceu na manhã desta segunda-feira, dia 25, no gabinete do prefeito municipal de Araranguá a cerimônia de posse de Primo Menegalli Junior, que assume a gestão do município pelos próximos 20 dias. Mariano Mazzuco Neto irá realizar um tratamento de saúde em Porto Alegre, no Rio Grande do Sul e por este motivo se licenciou do cargo.
Enquanto passava o cargo para Primo Júnior, Mariano falou que sempre priorizou o pagamento dos funcionários e que dos R$ 42 milhões de precatórios que o município tinha para pagar, R$ 11 milhões já foram pagos em sua gestão. O prefeito revelou ainda que o município tem dinheiro guardado em caixa, para prevenir um possível sequestro das contas da Prefeitura, pelo Tribunal de Justiça.
Primo Júnior, prefeito interino, agradeceu a esposa, a mãe e o pai, Primo Menegalli, ex-prefeito de Araranguá. “Quando eu era adolescente reclamava com meu pai porque ele era prefeito e eu não gostava de político, agora eu estou aqui, isto é uma prova de que as pessoas mudam ao longo dos anos”, disse. O prefeito interino também agradeceu aos demais presentes na solenidade.
Após a assinatura de Mariano, Primo Júnior e Daniel Viriato Afonso, presidente da Câmara de Vereadores de Araranguá, do termo de posse do prefeito interino, o ato encerrou com uma benção de um pastor da igreja que Primo Júnior frequenta.
Várias lideranças políticas da região compareceram na cerimônia, entre elas, Gislaine Cunha, prefeita interina de Sombrio, o deputado estadual Maurício Eskudlark e o deputado federal Jorge Boeira, além de empresários da região.


09/06/2018 08:00

Candidata não quer auxílio-moradia

Lisiane Tuon é pré-candidata a deputada estadual pelo DEM


Os profissionais de saúde conhecem a pré-candidata a deputada estadual pelo DEM, Lisiane Tuon. Os jovens estudantes da Universidade do Extremo Sul Catarinens (Unesc) também. As pessoas mais velhas talvez não reconheçam seu nome à primeira vista, mas ao saber sua origem familiar, muitos vão lembrar dos avós, pais, tios e outros parentes, dela ou do marido Evandro Bitencourt.
Nascida em 12 de janeiro de 1974, Lisiane é neta de Paulino Tuon e Ida Possamai Della Tuon; e de João da Cunha Generoso e Orina Silveira Generoso. Seus pais são José Silveira Generoso e Maria Tuon Generoso, tendo suas raízes familiares no município de Jacinto Machado, onde cresceu. Casou, no ano 2000, com o advogado Evandro Bitencourt, estabelecendo sua casa por oito anos em Sombrio.
Hoje o casal e as filhas gêmeas que possuem, moram em Criciúma, porém, boa parte da vida familiar ainda inclui a região. “Portanto, conheço bem a realidade daqui, e acompanho de perto, principalmente a questão da saúde e do Hospital Dom Joaquim de Sombrio”, disse a pré-candidata durante uma entrevista à Rádio 93.3 FM.
Lisiane Tuon é formada em Fisioterapia e por intermédio da Unesc, onde trabalha há 19 anos, atuou como Superintendente dos Serviços Especializados e Regulação da Secretaria de Estado da Saúde de Santa Catarina e posteriormente ocupou o cargo de Gerente de Saúde da Região Carbonífera e é coordenadora do Centro Especializado em Reabilitação instalado na Unesc. “Tenho experiência na implantação de ações, e não preciso pedir que assessores façam projetos pra mim, eu sei como fazer e como implantar”, afirmou.
Neste período de pré-campanha, Lisiane está “ouvindo a população”, conforme diz, e buscando apoios. Já tem o engajamento do seu partido, incluindo as jovens lideranças, como Iury Rocha, presidente da juventude do DEM de Criciúma. Estudante universitário, ele se envolveu no movimento estudantil e agora se aproxima da política partidária. “Os jovens têm desejo de mudança, e isso é bom”, analisou. Esta será a primeira eleição de Lisiane como candidata e ela também fala em renovação e faz uma promessa: não vai usar em proveito próprio o auxílio-moradia a que terá direito. “Faremos tudo com muita transparência e o eleitor vai saber para que entidade este recurso será destinado”, garantiu.


02/06/2018 12:00

Projeto pode isentar MEIs de taxas

PL trata de taxas de serviços gerais e de prevenção contra sinistros para MEIs


Foi aprovado, em votação de segundo turno, por maioria, o PL 416/2017, do deputado Zé Milton, que altera a Lei 7.541, de 1988, sobre as taxas estaduais. O PL dá isenção de taxas de serviços gerais e de prevenção contra sinistros para os Microempreendedores Individuais (MEIs). Agora o projeto segue para o executivo e aguardará a sanção do governador.
Segundo Zé Milton a isenção já está prevista nas leis federal e estadual que tratam dos MEIs. “É um projeto que não terá impactos negativos na arrecadação do Estado e vai desburocratizar a atividade dos microempreendedores individuais”, afirmou o parlamentar que defende a redução tributária.


17/05/2018 14:00

Evandro Scaini confirma sua pré-candidatura a deputado estadual

Ex-prefeito de Balneário Arroio do Silva confirma hoje sua disposição em disputar a Assembleia Legislativa no pleito estadual deste ano


Ex-prefeito de Balneário Arroio do Silva, Evandro Scaini (PSD), confirma nesta quinta-feira, dia 17, sua disposição em disputar a Assembleia Legislativa no pleito estadual deste ano. Chefe do executivo de seu município por oito anos, entre 2009 e 2016, Evandro diz que entrará na briga por uma cadeira no parlamento catarinense com a real expectativa de vitória. “Estamos construindo uma candidatura viável, embasada no anseio popular por mudanças e seriedade na política. Fui prefeito por oito anos e não pesa contra mim qualquer suspeição quanto a minha atuação executiva. Vou para a campanha de cabeça erguida, com uma ficha limpa, como poucos”, argumentou Scaini.
Em princípio, é justamente a retórica ligada à moralidade que deverá pautar a pré-campanha de Evandro Scaini. Em suas falas, o ex-prefeito faz questão de deixar claro seu compromisso com o combate a corrupção e com a lisura na gestão pública. “A população não suporta mais tanta roubalheira na esfera pública. Estou me dispondo a ser o representante daqueles que clamam por um país onde os políticos sejam comprometidos com a população e não consigo mesmos”, comentou o ex-prefeito.
No que diz respeito à disputa propriamente dita, Evandro projeta uma eleição onde seja necessário a conquista de pelo menos 30 mil votos. De acordo com ele, metade desta votação pode ser conseguida nos municípios da Comarca de Araranguá e adjacências. “Os demais votos vamos buscar nos outros municípios da Amesc e, em especial, em outros do Grande Sul de Santa Catarina”, ressaltou.
A primeira missão de Evandro, agora, é buscar o apoio dos cinco prefeitos, quatro vices, e das dezenas de vereadores que seu partido tem em nossa região. De acordo com ele, as conversações neste sentido estão adiantadas. “Com todos os que tenho falado o respaldo é imediato. É claro que não existe unanimidade em nenhuma candidatura, seja ela de que partido for, mas estamos construindo um projeto que contará com o apoio da maioria absoluta do PSD aqui no Extremo Sul”, comentou.
De acordo com Scaini, pré-candidaturas como a de Júlio Garcia e do delegado Ulisses Gabriel, ambas do PSD, também não atrapalharão seu projeto aqui no Extremo Sul. Conforme ele, há espaço para todos, “e naturalmente cada qual terá mais aceitação em sua região de origem”.

Carregar mais

Mapa de Editorias