Trânsito

23/08/2017 15:02

Vídeo vai mostrar problemas na BR


Depois de inúmeras tentativas de trazer a Sombrio representantes do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) de Tubarão e Florianópolis, a Câmara de Vereadores foi diretamente à Brasília e teve mais sorte. Nesta sexta-feira, o diretor geral do órgão responsável pelas estradas federais estará no município, onde participa de uma audiência pública às 18h.

A vinda de Valter Casimiro Silveira é intermediada pelo deputado federal Ronaldo Benedet, e a agenda dele em Santa Catarina inclui visitas a Laguna, ao Morro dos Cavalos, as obras na Serra da Rocinha (BR 285) em Timbé do Sul e por fim o encontro com a comunidade em Sombrio, que acontece na Câmara de Vereadores. A previsão é de que Valter Casimiro chegue a sede do legislativo sombriense às cinco horas da tarde, tendo uma hora antes da audiência para atender a imprensa e representantes de outros municípios da região que também tenham reivindicações.

A partir das 18h, lideranças e moradores de Sombrio terão um único assunto: melhorias nos acessos e obras de arte (viadutos, passarelas) da BR 101. A Câmara de Vereadores esteve a frente, há mais de dez anos, da mobilização pela duplicação da BR. A obra foi feita e a população agradeceu, porém, em vários pontos o projeto deixou a desejar e desde então são solicitadas mudanças.

Com os próprios olhos

Para que o diretor geral do Dnit possa ver, e não somente ouvir, as reclamações, o presidente do legislativo Nego Gomes, encomendou a produção de um vídeo mostrando os trechos mais críticos. “São mais de dez locais que os moradores querem mudança”, diz Nego. Muitos deles foram entrevistados e estão no documentário que além de ser exibido nesta sexta, terá uma cópia entregue ao visitante. Entre os usuários da BR 101 mais indignados estão membros de famílias que residem às margens da rodovia, próximo ao bairro São Camilo, em direção a Santa Rosa do Sul. Nego Gomes explica que eles precisam trafegar cerca de seis quilômetros para fazer o retorno e levar as crianças na creche, por exemplo.

Estes moradores, assim como os outros de alguma maneira atingidos pela rodovia que corta Sombrio, clubes de serviço e entidades como a CDL, estão sendo convidados a comparecer à audiência pública. Segundo o presidente da Câmara, seis deputados estaduais e dois federais já confirmaram presença, bem como diversas outras lideranças políticas e comunitárias.

Na sessão da Câmara da última segunda-feira, a audiência pública esteve em pauta. O vereador Juvenil Manoel Colares, o Dizo, informou que está sendo organizado um abaixo-assinado pelos moradores do distrito de Boa Esperança, também pedindo um acesso mais próximo a BR 101. “Nossa comunidade está sufocada, queremos um viaduto, que pode ser ao lado da Telhabrás”, disse. Já Fabiano Pinho criticou o estado da calçada na marginal da rodovia, próximo ao parque industrial e o vereador Carlos Roberto Gomes, o Carlinho, lembrou o problema da passarela do cemitério de Sombrio. Vários acidentes foram registrados no local, com caminhões ficando ‘entalados’ na estrutura, que depois foi interditada para passagem de veículos pesados sobre ela.

Todos eles devem apresentar os pedidos que recebem da população diretamente ao diretor do Dnit.

 


23/08/2017 06:00

Trânsito do centro de Arroio muda

Placas de sinalização foram colocadas e alterações já começam a valer


A Secretaria de Obras, Viação e Serviços Urbanos, através da equipe do departamento de trânsito, esteve nos últimos dias trabalhando na colocação das novas placas de sinalização na área central do município de Arroio do Silva. A partir desta semana as mudanças no trânsito já começam a valer.

Algumas ruas de mão única tornaram-se mão dupla; outras mudaram o sentido para o tráfego. A ideia é possibilitar maior mobilidade no Centro da cidade, facilitando o acesso. “Agora é possível se movimentar melhor na área central. As ruas dão mais acesso para idas e vindas e quem precisa ir de um lado para o outro não precisa mais fazer uma volta tão grande”, explicou o diretor de trânsito, Sérgio Onir Francisco.

Quem atravessava a Praça Central no sentido sul/norte e desejava retornar ao Centro, por exemplo, precisava dar uma grande volta para ter acesso; já agora, com a mudança, o tráfego e o deslocamento ficam viáveis, causando menos transtornos.

O secretário de obras, Jaime da Silveira, e o diretor de trânsito estão trabalhando e acompanhando efetivamente as mudanças. O trabalho nesta terça-feira, foi no trecho da Barriga Verde, ao lado da Praça Central, que começou a ser alargado para facilitar o trânsito local. “Vamos continuar trabalhando essa semana em algumas outras mudanças que deverão trazer melhorias para os motoristas e também para os pedestres que passam pela área central”, frisou o secretário de obras.

As placas de trânsito já estão visíveis e os motoristas devem ficar atentos quanto às mudanças.

Mudanças:

Rua Barriga Verde (da esquina com a Getúlio Vargas até a rua Roseno Pereira) fica com mão dupla.

Travessa Hugo Campos (lateral da sorveteria Lambe e Gela) passa a receber o tráfego de veículos sentido Norte/Sul (mão única). Antes o trânsito era invertido: sentido Sul/Norte.

Rua Dionísio Mondardo (no trecho entre a esquina da rua Hortêncio Dutra e a rua Leonardelli) mudou o sentido para Serra/Praia. Antes o tráfego era sentido Praia/Serra.

Rua Hortêncio Dutra (na esquina da Barriga Verde com a rua Dionísio Mondardo) era mão única e agora passa a ser de mão dupla, recebendo veículos nos dois sentidos.

 


21/08/2017 18:00

Saiba dos cuidados necessários quando o veículo tiver pane na BR-101


Quando o veículo apresentar problemas mecânicos ou elétricos durante uma viagem na BR-101 sul, alguns cuidados devem ser tomados para evitar acidentes. Sinalizar bem o local da parada é fundamental, sendo só a primeira medida a ser tomada. Outras recomendações são essenciais para não tumultuar o tráfego e não oferecer novos riscos a si próprio e aos usuários.

O Dnit orienta que se deixe o veículo com problemas mecânicos ou elétricos no acostamento, com o pisca-alerta ligado, sinalizando a parada com o triângulo refletivo numa distância de 50 metros do local. Usar galhos de arbustos para indicar o veículo estacionado também é válido. Os galhos devem ser colocados após o triângulo, dispersos sobre a pista, de maneira a não atrapalhar os demais usuários. Pneus e outros objetos maiores não são recomendados, pois oferecem riscos, principalmente aos motociclistas.

Após sinalizar, o motorista deve entrar em contato com a Polícia Rodoviária Federal (PRF) ou uma empresa de guinchos, para realizar a retirada do veículo, oferecendo mais segurança aos motoristas. Para entrar em contato com a PRF o número de telefone é 191.

Revisão – Antes de seguir pela BR-101 sul, é preciso checar as partes mecânicas e elétricas dos veículos. Itens de segurança como extintores de incêndio, triângulos refletivos e estepes devem ser revisados antes de qualquer viagem. Os itens de segurança fazem a diferença na hora de evitar acidentes.

Segurança – O motorista e os ocupantes de um veículo parado sobre a rodovia com defeito devem se proteger. Todos os ocupantes devem ter cuidado ao deixar o veículo. Enquanto sinaliza e espera por ajuda, o motorista deve ficar afastado do fluxo do trânsito. Os outros ocupantes devem procurar um local seguro, fora do veículo e afastado da rodovia, recomenda a PRF.

Para evitar acidentes, redobre a atenção. Faça a manutenção mecânica do veículo e mantenha sempre os pneus calibrados. Redobre os cuidados ao trafegar pela BR-101 Sul. É importante respeitar a sinalização na rodovia, principalmente dos trechos com desvios da rodovia em Santa Catarina. Não ultrapasse os limites de velocidade indicados. Mais informações de segurança na rodovia estão no site www.101sul.com.br.

 

 


17/08/2017 18:00

Acesso recebe calçamento em Morro Grande


A obra de calçamento da localidade de Nova Roma, acesso a São Mateus, já começou. Os meio-fios, bocas de lobo, drenagens e parte do pavimento já estão concluídos. O prefeito Valdionir Rocha, o Valdo, mostra-se feliz com mais uma conquista para Morro Grande. “Toda obra gera um pouco de transtorno por isso é preciso ter calma que com o tempo favorecendo como está os trabalhos andam depressa. Logo estaremos inaugurando mais uma obra para comunidade que não vai mais sofrer com a poeira”, comenta.

Carregar mais

Mapa de Editorias