Educação     13 de março de 2018 12:00
Autor: Gislaine Fontoura
Araranguá

Estudantes estrangeiros recebem calouros da Ufsc


O grupo de Estudantes Estrangeiros da Universidade Federal de Santa Catarina (Ufsc), campus de Araranguá, recepcionou na última semana, os calouros da universidade, no campus do bairro Jardim das Avenidas. A atividade contou com uma pequena explanação sobre as atividades do grupo, apresentação dos integrantes e apresentação de kizomba, uma dança típica da Angola e os calouros aderiram e dançaram junto com os estrangeiros.

De acordo com um dos Estudantes Estrangeiros da Ufsc, Júlio Dingna, de Guiné-Bissau, o objetivo do grupo é procurar uma melhor integração entre os estudantes estrangeiros e os brasileiros, tanto estudantes, como comunidade em geral. “O objetivo do grupo é facilitar o relacionamento dentro e fora da universidade, porque chega estrangeiro aqui e o povo não sabe como lidar, assim como o estrangeiro não sabe como se chega ao pessoal aqui. Este grupo serve para tentar integrar os estrangeiros com a comunidade em geral e com a comunidade acadêmica”, ponderou.

Júlio está há um ano em Araranguá, cursando Engenharia de Energia, mas chegou ao Brasil há três anos, por meio de um programa da Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira (Unilab) e morou dois anos do Ceará. Para ele o brasileiro não é um povo preconceituoso. “Sou dos que defende que o brasileiro não é racista. Eu acho o povo brasileiro, um povo muito acolhedor, a convivência com os brasileiros aqui está sendo incrível”, afirmou.

No ano passado o grupo realizou algumas atividades em escolas públicas da região e na Universidade do Sul de Santa Catarina (Unisul), apresentando a cultura de seus países de origem para os alunos, além de participar do Dia da Consciência Negra, promovido pela Ufsc, campus de Araranguá, entre outras atividades.

Participam do grupo de Estudantes Estrangeiros da Ufsc de Araranguá, além de Júlio; Juary Rocha, natural de Cabo Verde e estudante de Engenharia de Energia; Armindo Souza, de Guiné-Bissau, graduando em Tecnologia da Informação e Comunicação; Davide da Silva, de Guiné-Bissau, graduando em Engenharia da Computação; Herculano Chitungo, de Angola, mestre em Tecnologia da Informação e Comunicação; Josué Mupenza, da República Democrática do Congo, estudante de Tecnologia da Informação e Comunicação; e  Kátia Dias, de São Tomé e Príncipe, graduanda em Fisioterapia.

Relacionados

Educação

Espaço Cultural da Unesc está com inscrições...

Artistas que tenham interesse em trazer suas exposições à...

Cultura

Morro Grande em Arte chega a sua 5ª edição

Exposição acontece, no Salão de Festas de São Bento

Mapa de Editorias