Geral     22 de maio de 2018 11:08
Araranguá

Feirão do Imposto é marcado por filas e manifestações

Ação realizada na manhã do último sábado, dia 19 pelo Núcleo do jovem Empreendedor da Aciva, comercializou gasolina e produtos voltados para a construção civil com redução de impostos


Gasolina a R$ 2,49? Pagar este preço, hoje, parece conto de fadas para os brasileiros, que testemunham todos os dias um aumento surreal no preço do combustível. No Vale do Araranguá, por exemplo, a gasolina já ultrapassou a barreira dos R$ 4,00 e o que poucos sabem, é que mais de 61% deste valor é de impostos.
Afim de conscientizar sobre o quanto de impostos são pagos, em detrimento do que retorna à população, o Núcleo do Jovem Empreendedor da Associação Empresarial de Araranguá e Extremo Sul Catarinense (Aciva), realizou neste sábado, dia 19, o 6º Feirão do Imposto.
O ato de protesto, que é organizado a nível nacional pela Confederação dos Jovens Empresários (Conaje), teve como principal ação a comercialização de gasolina com redução de impostos, a R$ 2,499 o litro. Ao todo, foram vendidos 1500L de gasolina comum em três postos da rede Rizzotto. A medida movimentou os moradores da Cidade das Avenidas, que acordaram cedo e formaram uma grande fila no Calçadão, para garantir o voucher da campanha.
O presidente da Aciva, Beto Rizzotto, celebrou o sucesso do Feirão. “O objetivo foi alcançado. O público participou da ação e o que nos deixou mais felizes é que conseguimos conscientizar a população sobre os impostos”, ressaltou.
Já o coordenador do Núcleo Jovem, Gustavo Leme, ficou feliz com o interesse da população pela campanha. “Agradeço em nome de todos os voluntários que trabalharam no dia, e daqueles que indiretamente contribuíram com a aplicação do Feirão do imposto. Estamos muito satisfeitos com o interesse de alguns dos participantes em saber o porquê da ação”, disse.
“Muitos, além do interesse em pagar pouco, concordavam e estavam cientes que aquilo era uma conscientização e não um dia de descontos. A população de Araranguá compareceu, o dia contribuiu e eu só tenho a agradecer a ação. Que ela traga frutos positivos no futuro”, completou Leme.
Além da gasolina, a loja de materiais e ferramentas Sasso e a F3M materiais de construção, também participaram do Feirão.

Feirão marcado pela manifestação
O 6º Feirão do Imposto ficou marcado pelas filas, que se formaram na tenda de distribuição dos vouchers no Calçadão e nos postos de gasolina da rede Rizzotto. Mas o que também chamou a atenção foram as manifestações do público sobre o tema abordado pela campanha.
A servidora pública, Jaqueline Steffens da Rocha, desabafou nas redes sociais. Na fila do voucher, ela gravou um vídeo e comentou, utilizando o tema “O Brasil que eu Quero”, sobre o preço da gasolina. “O Brasil que eu quero é um Brasil que eu não precise ficar numa fila do Feirão do Imposto para pegar um voucher de R$ 2,49 para abastecer 10L de gasolina, porque aqui na minha cidade o custo do combustível já está quase R$ 5,00. Isso é absurdo. Chega de impostos e altas taxas que temos que pagar e não temos nada: saúde, segurança e educação. Esse é o Brasil que eu quero”, declarou.
Já o vendedor, Jânio Costa, de 63 anos, cobrou mais seriedade dos políticos na hora de administrar o país. “Eles ainda não conseguiram quebrar (o país) porque o Brasil é muito rico. Precisamos de mais gestão e menos impostos abusivos, que sempre acaba com a população tendo que pagar a conta”, lamentou.

Impostos abusivos
O Feirão do Impostos foi concluído no hall de entrada do Center Shopping Araranguá. Em parceria com as concessionárias Dimasa e Kolina, foram colocados em exposição um Volkswagen Polo e um Chevrolet Onix. Em cada veículo, cartazes detalhavam o valor repassado ao consumidor e o valor de um carro sem impostos.
Um dos organizadores da ação, Matheus Balthazar, comentou sobre a importância do Feirão do Imposto. “Sabemos que a mudança estrutural que queremos para o Brasil, em um país de dimensões continentais, pode levar muitos anos. Mas são ações, como o Feirão do Imposto, que mantêm a chama da mudança acesa, plantando ano, após ano, a semente na população de um Brasil com menos impostos e mais qualidade na prestação dos serviços públicos e investimento em infraestrutura”, analisou.

Relacionados

Geral

Jacinto Machado sedia reunião regional do...

Oito trabalhos foram apresentados

Geral

Rua Criciúma recebe melhoria

Obra segue pelos próximos dias

Geral

Comitiva vistoria obras do município

Prefeito comemora bom andamento das obras

Geral

Famílias carentes recebem alimentos do PAA

Alimentos são adquiridos de agricultores familiares

Mapa de Editorias