Variedades     10 de outubro de 2018 15:48
Autor: Marivânia Farias
Sombrio

Festival de Inglês revela talentos

Em Sombrio


É possível se emocionar com a própria profissão, mesmo depois de 29 anos de trabalho. A prova é a professora Jussara Isoppo, que chorou e sorriu muito assistindo e coordenando o Inglês Festival, realizado na manhã de ontem, na Escola Jovem de Sombrio.

Para a atividade escolar, durante o terceiro bimestre do ano letivo os alunos escolheram apresentações musicais na língua inglesa, disciplina que Jussara leciona. Nesta terça-feira, foram feitas as 15 exibições, e teve de tudo. Alunos cantaram sozinhos, em grupo, a capela, acompanhados por instrumentos, caracterizados ou não. De maneira geral, todos arrancaram aplausos e alguns emocionaram a plateia, composta também por estudantes, como a apresentação da música Hallelujah (Aleluia), do cantor e compositor canadense Leonard Cohen. Na verdade, entre o público chamava a atenção a presença de um casal idoso. Antônio dos Santos Rosa e Maria Borges dos Santos foram apoiar o neto João Antônio, de 18 anos, que eles consideram um filho, e que passa a maior parte do tempo na casa dos avós. “Viemos fazer uma surpresa pra ele, pra valorizar o que ele faz”, disseram os dois.

Além de João Antônio, a aluna do 1º ano, Cálita de Almeida, foi uma das que se aventurou no palco, e aprovou a iniciativa. “Gostei bastante, é mais fácil aprender inglês assim”, justifica.

Para a professora, a criatividade torna as aulas mais interessantes, especialmente em escolas públicas, como a Mácario Borba, nome oficial da Jovem, em que os recursos didáticos são escassos. Não existe, por exemplo, um laboratório para as aulas de língua estrangeira. “O uso da música ajuda a aprender uma segunda língua, desinibe, aumenta o interesse dos jovens pelas aulas e ainda revela grandes talentos”, avalia.

Mapa de Editorias