Saúde     14 de abril de 2018 09:00
País

Fisioterapeuta recomenda controle de peso e atividade física para gestantes

Corpo da mulher está preparado para as mudanças da fase gestacional, porém ganho excessivo de peso pode acarretar problemas de postura


Dores nas costas e problemas de postura são bastante comuns durante a gravidez. E isso não é nenhuma surpresa. O corpo da mulher muda drástica e rapidamente ao longo da gestação. E essas mudanças vão muito além do ganho de peso. Estima-se que metade das gestantes irá ter pelo menos um episódio de lombalgia durante a gravidez ou no puerpério.
Mas, por que será que isso acontece? Segundo a fisioterapeuta Walkiria Brunetti, com o aumento das mamas e do abdômen, há um deslocamento do centro de gravidade para frente. “Isso leva a mudanças na postura, redução do arco plantar, hiperextensão dos joelhos e anterversão pélvica. Essas alterações acentuam a lordose lombar, causando tensão na musculatura ao redor da coluna, podendo levar às dores”.

A fisioterapeuta comenta que a compressão dos grandes vasos causada pelo útero leva à redução do fluxo de sangue na medula. “A má circulação nas estruturas da coluna é causa de dor, e isso costuma ser mais comum no último trimestre da gestação. Observa-se também que a retenção hídrica (inchaço) e a frouxidão dos ligamentos, provocada pela relaxina, hormônio secretado na gravidez, tornam a mulher mais suscetível a dor”.

Peso também é responsável
Segundo um estudo publicado pelo Jornal de Ciência em Fisioterapia em 2016, durante a gravidez o peso da mulher tem um aumento de 15 a 25%, o que causa um impacto maior em tendões, ligamentos e juntas. “Quanto maior o ganho de peso na gestação, maior a chance de ocorrer instabilidade na coluna e aumento da lordose lombar, o que resulta em dor. Por isso, controlar o ganho de peso é fundamental”, comentou Walkiria.

“O corpo feminino está preparado para todas essas alterações da gestação, mas isso não significa que elas virão sem dores ou problemas de postura. Além de controlar o peso, é importante procurar alguma atividade física que ajude a trabalhar a postura, assim como a fortalecer os músculos responsáveis pela estabilidade da coluna. Um bom exemplo é o Pilates”, disse a especialista.

Benefícios do Pilates para a gestante
O Pilates ajuda no fortalecimento da musculatura do core, que dá estabilidade para a área pélvica e para a coluna. Além disso, melhora a respiração. Todos esses aspectos são importantes para a gestante, tanto para enfrentar a gravidez com mais conforto, como também para o momento do parto.

Relacionados

Saúde

Hospital Santo Antônio recebe gerador da Cersul

Equipamento auxiliará em casos de emergência

Saúde

Setembro Amarelo: Arroio e Gaivota promovem...

Municípios estão intensificando trabalhos de prevenção

Saúde

De acordo com avaliação do Pmaq, Sombrio tem a...

Outro sistema de vistoria feito nas unidades, em agosto, que recém...

Mapa de Editorias