Saúde     18 de maio de 2017 23:00
Maracajá

Maracajá: cobertura de vacinação contra gripe não supera 70%


Restando pouco mais de uma semana para encerrar a campanha de vacinação contra a gripe Influenza, os técnicos do Departamento de Saúde de Maracajá estão preocupados. O índice de cobertura está muito abaixo do esperado e do aceitável. “Nossa preocupação é especialmente com idosos, crianças e gestantes que não estão comparecendo em quantidade necessária para atender nossas metas”, avisa o diretor municipal de Saúde, Diogo Copetti. Entre o grupo prioritário existe segmento com menos de 70% de cobertura até agora.

As informações que chegam ao setor ampliam a preocupação. Pessoas com mais de 60 anos, que tomaram a vacina no ano passado, estão deixando de comparecer por terem contraído alguma gripe depois da imunização. Segundo os técnicos, contrair gripes e resfriados é normal para todos no inverno, especialmente aos que têm baixa imunidade. O importante, salientam, é não contrair a gripe Influenza, que tem consequências mais fortes, causando outras doenças e podendo levar a morte.

Com as previsões meteorológicas prevendo uma onda de frio na próxima semana para a região, o nível de preocupação aumenta ainda mais, alerta Copetti. Pessoas com mais de 60 anos de idade, crianças de seis meses a cinco anos incompletos, gestantes e puérperas de até 45 dias do parto integram o grupo prioritário e devem comparecer ao Cemasas para vacinação até sexta-feira da semana que vem, dia 26, quando a campanha se encerra.

 

Relacionados

Saúde

Número de focos do Aedes aegypti em SC aumenta...

Comparação é referente a período entre janeiro e outubro. No...

Saúde

Trabalhadores protestam por demissões no HRA

Sindisaúde recebeu informações extraoficiais de demissão em massa...

Mapa de Editorias