Polícia     10 de dezembro de 2017 13:54
Autor: Gislaine Fontoura
Arroio do Silva

Polícia procura suspeito de assassinatos do fim de semana

Marcos Antônio de Lima Manoel, mais conhecido como Boca, é principal suspeito de ter assassinado Adriana e Luiz Henrique, em Arroio do Silva


A Polícia Civil de Araranguá divulgou o nome do principal suspeito de ter assassinado Adriana Francis Matiole, de 19 anos e Luiz Henrique Francisco Machado, também de 19 anos, na madrugada deste sábado, dia 9, em frente a um Centro de Eventos, na rodovia SC-447, na localidade de Lagoa da Serra, em Arroio do Silva.
De acordo com o delegado Vandilson Moreira da Silva, coordenador da 1ª Delegacia de Polícia de Araranguá e plantonista no dia dos assassinatos, o suspeito de ter cometido o crime é o ex-namorado de Adriana, Marcos Antônio de Lima Manoel, mais conhecido como Boca, de 21 anos de idade. Conforme apurado na investigação policial, Adriana estava grávida de dois meses e Marcos sabia da gravidez e não aceitava o filho, Adriana também viajaria para o exterior na próxima semana, dia 15 e o ex-namorado igualmente não aceitava a viagem e tinha ainda ciúmes de Luiz Henrique, amigo de Adriana.
Também, na manhã deste domingo, dia 10, as polícias Civil e Militar, em operação em conjunta, dando continuidade as diligências, à procura do suspeito de ter cometido o duplo homicídio, receberam informações de que o veículo utilizado por Marcos estava escondido atrás de uma residência, no bairro Jardim Operária, em Araranguá. De imediato, as forças de segurança organizaram três equipes, com aproximadamente 12 policiais civis e militares e, coordenados pelos delegados Vandilson e pelo capitão Ulisses, da PM de Araranguá, foram até a residência alvo da denúncia e encontraram a Ford Eco Sport, de cor prata, utilizada para dar fuga a Marcos. A camionete estava com o pneu lateral esquerdo estourado, com sinais de ter rodado vários quilômetros naquele estado.
As diligências continuam a procura do suspeito e quem tiver informações do paradeiro de Marcos deve ligar para o Disk Denúncia da Polícia Civil 181 ou para o telefone 197, também da PC, também pode enviar uma mensagem para o WhatsApp da PC (48) 9.8844-0011 ou ainda ligar para o telefone de emergência da Polícia Militar 190. Em qualquer um destes números, a denúncia é mantida em sigilo.

Relacionados

Polícia

Residência é destruída por incêndio

No pátio havia duas residências, a dos fundos ficou completamente...

Polícia

Júri Popular por tentativa de homicídio...

Homem foi condenado por lesão corporal

Polícia

19º BPM segue com revitalização anual

Aperfeiçoamento foi realizado na sede do batalhão

Polícia

Três são presos por tentativa de furto

Prisões foram realizadas pela PM de Araranguá

Mapa de Editorias