Educação     11 de agosto de 2017 22:00
País

Positivo lança aplicativo para ajudar estudante na escolha da profissão

Pesquisa mostra que mais de 30% dos vestibulandos ainda não decidiram para qual curso vão se inscrever no vestibular


Escolher a profissão é, para muitos jovens, tarefa quase tão difícil quanto passar no vestibular. Pesquisa realizada pela Universidade Positivo (UP) com 6.983 estudantes mostra que mais de 30% deles ainda não decidiram qual curso pretendem seguir. Entre os que já escolheram, um dado interessante: quase 20% apresentam como primeira e segunda opções cursos de áreas muito diferentes, como por exemplo Arquitetura e Ciências Biológicas. Para ajudar os jovens nessa missão tão importante para o futuro, os cursos de Psicologia e Engenharia da Computação da UP desenvolveram um aplicativo: o Quiz Profissões.

Disponível para os sistemas Android e IOS, com download gratuito, o aplicativo traz situações comuns às mais variadas profissões. A cada passo, o usuário deve escolher com qual delas mais se identifica. O teste ajuda o estudante por meio do autoconhecimento, fazendo-o pensar nas situações apresentadas e se imaginar desempenhando determinados trabalhos. O resultado mostra com qual área – Humanas, Exatas ou Biológicas e Saúde – o usuário tem mais afinidade. “O aplicativo não pretende oferecer respostas prontas, e sim ajudar o estudante a fazer as perguntas certas que vão levá-lo à tomada de decisão”, observa a professora do curso de Psicologia da UP, Samarah Freitas, que participou do desenvolvimento do quiz.

De acordo com o psicólogo Ivo Carraro, orientador educacional do Curso Positivo e autor do livro “Profissões: pais preocupados, filhos inseguros’’, o jovem precisa conhecer a diversidade de opções que o mercado oferece e identificar quais atividades mais lhe agradam. “Para ser um profissional bem-sucedido, é preciso gostar do que faz”, ressalta. O orientador aconselha que o candidato procure vivenciar o dia a dia das profissões que mais lhe encantam. “Entre dois caminhos a seguir, o cérebro prefere o mais prazeroso. E ele vai apontar qual a direção”, garante.

 

Mapa de Editorias