Geral     15 de Maio de 2018 12:00
Araranguá

Profissionais são capacitados para instalação de redes de esgoto

Curso ocorreu no Samae


O Serviço Municipal de Água e Esgoto de Araranguá (Samae) realizou na última sexta-feira, dia 11, uma capacitação direcionada à instalação da rede residencial e industrial de esgoto. Participaram do curso dez profissionais – encanadores e pedreiros.
O diretor geral do Samae, José Hilson Sasso, abriu a capacitação falando da importância que os profissionais terão nesta fase da autarquia, isso por que cerca de 4 mil residências foram contempladas com a instalação da Estação de Tratamento de Esgoto (ETE I) no bairro Urussanguinha e ETE II na Vila São José. “Os profissionais que participaram da capacitação estão aptos a percorrer os bairros Urussanguinha, Alto Feliz, Centro, Parque Alvorada, Vila São José, Baixadinha e parte da Coloninha e oferecer seus serviços. Além disso, o nome de todos foi incluso em uma lista, que será disponibilizada nos guichês de atendimento do Samae para aqueles que procurarem o serviço”, explicou.
Sasso comentou que precisa dos profissionais para que o projeto das ETEs – que custou cerca de R$ 17 milhões – seja efetivado e que haja de fato o tratamento de esgoto. “Hoje o número de ligações está abaixo do esperado, e com essa capacitação esperamos que as pessoas se conscientizem e procurem um profissional para fazer a ligação. É uma questão de saúde pública e de cuidado com o Meio Ambiente”, disse.
A cobrança da tarifa do esgoto está sendo estudada junto a Agência de Regulação de Serviços Públicos de Santa Catarina (Aresc), que vai também acompanhar, fiscalizar e dar suporte de como se deve trabalhar na cobrança da tarifa. Existe a Lei, que diz que onde há rede de esgoto deve ser cobrado, é um serviço que o Samae vai prestar à população, e as residências contempladas precisam fazer a ligação, pois serão cobradas igual, fazendo ou não a ligação.

Capacitação
A capacitação foi realizada pela engenheira da empresa Habitark Gabriela Kuehn e pelo engenheiro sanitarista do Samae, Everson Casagrande. Foi repassado aos profissionais como foi construída a rede na frente das residências e como eles devem proceder para fazer a ligação. Após a teoria, eles viram na prática como fazer, isso por que o engenheiro fez uma espécie de maquete em tamanho real, mostrando a todos como realizar a ligação. Todos interagiram, fizeram perguntas e tiraram dúvidas. “Agora estes dez profissionais estão aptos e podem oferecer seus serviços à comunidade. E nós enquanto gestores públicos ficamos satisfeitos em poder capacitar e proporcionar uma nova fonte de renda a estes profissionais”, finalizou o diretor Sasso.

Relacionados

Geral

Protestos chegam em Sombrio

As manifestações dos caminhoneiros na região, que até a tarde...

Geral

Mar invade ruas em Arroio do Silva

Previsão indica alerta até quinta-feira

Geral

Feirão do Imposto é marcado por filas e...

Ação realizada na manhã do último sábado, dia 19 pelo Núcleo do...

Geral

Caminhoneiros protestam em rodovias federais

Na região, foram registrados protestos em rodovias federais de...

Mapa de Editorias