Educação     28 de outubro de 2018 08:00
Autor: Gislaine Fontoura
Região

UFSC leva tecnologia às escolas

Realidade aumentada


A UFSC – Universidade Federal de Santa Catarina, campus Araranguá, lançou o projeto piloto, denominado “Sistema Cardiovascular com Uso da Realidade Aumentada”, na Escola Eulália Oliveira de Bem, de Maracajá, na última sexta-feira, dia 19. Na sequência, o projeto foi apresentado na Escola Estadual Maria Garcia Pessi, em Araranguá.

Professores e alunos do curso de Medicina e Engenharia da Computação da UFSC, com objetivo de auxiliar os alunos a reconhecer os órgãos e estruturas do sistema cardiovascular, utilizando recursos tecnológicos de realidade aumentada e outras tecnologias, vão até a escola, para uma espécie de aula.

O projeto é um lançamento que o pró-reitor da UFSC trouxe da Alemanha para o Brasil e está sendo aplicado juntamente com alunos e professores da faculdade de Medicina e Engenharia de Computação nas escolas públicas da região. Além das escolas de Maracajá e Araranguá, que já receberam o projeto, ele passará ela Escola Estadual Nova Divinéia, também de Araranguá, no dia 5 de novembro, seguido da EEF Luiz Tramontim, de Forquilhinha, no dia 9 de novembro; EEF Pedro Simon, de Ermo, no dia 12 de novembro e EEF Dimer Pizetti, de Içara, no dia 19 de novembro.

De acordo com Eliane Pozzebon, coordenadora do curso de Engenharia da Computação, o projeto deve ser ampliado no próximo ano para outras áreas do Estado de Santa Catarina. “O projeto piloto abrange seis escolas e depois a gente vai expandir para todas as escolas que tenham interesse”, declarou.

Os alunos atendidos são dos oitavos anos e o projeto trabalha com realidade aumentada, o objetivo é levar a tecnologia para a sala de aula, para ensinar anatomia. “Os alunos usam realidade aumentada, projetam através do tablet e observam o coração pulsando, por exemplo”, contou Eliane.

Para Rejane Pereira dos Santos, diretora da Escola Eulália Oliveira de Bem, o projeto, além de levar tecnologia para a sala de aula, proporcionando uma aula diferente aos alunos, incentiva os estudantes a ingressarem em uma faculdade. “Este projeto vem até a escola com os professores e estudantes da UFSC e isto é muito importante para incentivar os alunos a buscarem um curso superior, saber que tem aqui perto, que eles também podem”, disse.

Relacionados

Geral

Venda mais neste Natal pelas redes sociais

Workshop será realizado no dia 6 de novembro

Educação

Estudantes de Araranguá participam de Feira no...

A Feira de Ciências que aconteceu em Novo Hamburgo, Rio Grande do...

Mapa de Editorias